Sojicultor gaúcho segue vendendo pouco. Por quê?
CI
Imagem: Marcel Oliveira
PREÇOS

Sojicultor gaúcho segue vendendo pouco. Por quê?

O Paraná registrou alta de R$ 1,00/saca para diversas posições, mercado ainda parado
Por: -Leonardo Gottems

A colheita da soja no estado do Rio Grande do Sul segue parada, devido resíduos das chuvas de terça-feira, já que o excesso de precipitação não permite o retorno ao trabalho, de acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “A produtividade estimada nesta amostragem permanece semelhante ao levantamento anterior, mas com possibilidade de pequena redução. A variação da produtividade inicial projetada já variou 55% para baixo, perda de mais da metade da safra”, comenta.

“Os preços por sua vez seguem variando bastante, a volatilidade dividida entre positividade e negatividade em diferentes regiões de um mesmo Estado não colaboram com os números de vendas. O interior teve dia dividido entre altas e baixa, Ijuí e Santa Rosa fecharam com perda de 0,51%, valor equivalente a R$ 1,00/saca, o que levou ambos os preços de volta a R$ 195,00. Cruz Alta e Passo Fundo, por sua vez, marcaram positividade, com Cruz Alta subindo 0,26% e alcançando 196,50 e Passo Fundo subindo R$ 3,00/saca e indo a R$ 196,00. Os negócios vistos hoje estiveram na casa das 2.000 toneladas”, completa.

Nesse contexto, o estado de Santa Catarina teve um dia sem movimentos nos preços ou negócios. “Mercado retorna à falta de movimentos anterior, após pequenas vendas de ontem. Como dito, foi apenas para mostrar vida, mas produtor segue sem querer saber de vender volumes abaixo de R$ 200,00. Além disso a colheita ainda não acabou, embora se aproxime bem de seu fim, portanto existem assuntos no campo que tornam ainda mais desnecessário vender a preços abaixo dos requisitados”, indica.

O Paraná registrou alta de R$ 1,00/saca para diversas posições, mercado ainda parado. “Com a alta de 0,55% da cotação da soja no mercado futuro de Chicago mais que compensando a pequena queda de 0,08% do dólar no Brasil, os preços que os compradores puderam oferecer aos vendedores nesta quinta-feira foi cerca de 0,56% maior. Com isto os preços melhoraram significativamente, mas ainda não chegaram nos R$ 200,00 que muitos vendedores desejam, tanto nos preços do balcão, como nos preços de lotes”, conclui.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.