Argentina planta 86,8% da soja
CI
Imagem: Marcel Oliveira
MUNDO

Argentina planta 86,8% da soja

Nesta semana, 25,4% da área a soja está começando a floração
Por: -Leonardo Gottems

O avanço do plantio da Argentina sobe para 86,8% da os 16,5 MHa projetados para a campanha 2021/22 após um avanço de uma semana de 5,3 pontos, de acordo com a TF Agroeconômica. “A ausência de chuva, junto com altas temperaturas registradas nos últimos sete dias, atrasou o avanço das semeadoras, sendo a NOA, NEA e o sudeste de Buenos Aires os mais comprometidos.  Enquanto no extremo norte a janela de plantio se estende até o final deste mês, o sul de Buenos Aires depende de chuvas na próxima semana para atender planos de plantio”, comenta. 

“Colaboradores indicam  que parte  das  lavouras  previstas poderia  ser deixada de  fora  do  ciclo  de produção  se  não registrar chuva nos próximos dez dias, podendo afetar a projeção nacional. Nesta semana, 25,4% da área a soja está começando a floração (R1) com 58,2% da superfície implantada relatando uma condição água entre adequada e ótima”, completa a consultoria. 

A Oil World, entidade especializada em projeções do mercado global de oleaginosas, argumenta que esse nível de preços "não parece sustentável em 2022". Para a próxima temporada, uma forte recuperação da produção e das exportações deve acompanhar o crescimento da demanda, o que "dá sinais de queda para os preços do óleo para a temporada 2021/22", explica. 

“De fato, é provável que a trajetória de queda já tenha começado, tendo em vista que do final de outubro para  dezembro  os  preços  dos  óleos  de  soja,  palma  e  girassol  acumulam  quedas  de  6,7%,  10,4%  e  4,5%, respectivamente”, indica. 

“Após três pregões seguidos de alta, em que acumulou valorização de 2,44%, o dólar à vista fechou em queda  na  sessão  desta  quinta-feira  (6).  Analistas  atribuem  o  movimento  de  hoje  a  ajustes  técnicos  e  operações naturais de realização de lucros, em dia de perdas da moeda americana em relação a divisas emergentes mais ligadas ao real, como o peso mexicano e o rand sul-africano", conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.