ARROZ/CEPEA: Orizicultores retraídos e demanda firme sustentam cotações

Arroz

ARROZ/CEPEA: Orizicultores retraídos e demanda firme sustentam cotações

Disponibilidade de arroz em casca esteve baixa no Rio Grande do Sul em março, principalmente na segunda quinzena
Por:
91 acessos

A disponibilidade de arroz em casca esteve baixa no Rio Grande do Sul em março, principalmente na segunda quinzena. Segundo colaboradores do Cepea, chuvas frequentes e a queda das temperaturas reduziram – ou até mesmo impediram – a colheita. Com isso, grande parte dos orizicultores se retraiu.

Do lado comprador, indústrias demonstram interesse por novas aquisições, seja de lotes negociados nos leilões, de arroz depositado nos seus armazéns ou de arroz “livre” (depositado nas propriedades rurais). Assim, no acumulado de março, o Indicador do arroz em casca ESALQ/SENAR-RS, 58% de grãos inteiros, registrou leve alta de 0,1%, fechando a R$ 35,11/sc de 50 kg na quinta-feira, 29.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink