Assistência técnica pode melhorar ovinocultura
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
ENTREVISTA

Assistência técnica pode melhorar ovinocultura

Orientações ajudam a tirar o melhor do potencial do rebanho e adequar custos
Por: -Eliza Maliszewski

Recentemente o Portal Agrolink mostrou o caso de um ovinocultor de Terenos (MS) que conseguiu melhorar a produção em 2000% com auxílio da assistência técnica. O rebanho de ovinos do país é de 18,9 milhões de cabeças, a maior parte concentrada no Nordeste, cerca de 65%. A expansão da atividade não só para lã, atingindo o mercado de carne, leite e derivados tem despertado o interesse de produtores.

VEJA: Assistência técnica eleva produção de ovinocultor em 2000%

Conversamos com a zootecnista do Senar MS, Kedma Ferelli,  que atende 30 produtores Campo Grande, Terenos e Dourados, para entender como a produção pode ser aperfeiçoada com acompanhamento.  

Portal Agrolink: como a assistência técnica pode alavancar a produção de ovinos?
Kedma:
uma vez que a ovinocultura brasileira ainda está em desenvolvimento e por possuirmos uma variedade enorme de condições edafoclimáticas, as técnicas utilizadas nem sempre são adequadas as condições dos produtores brasileiros, sendo baseadas em experiências internacionais. Considerando que a ovinocultura brasileira na sua maioria é presente em pequenas e médias propriedades rurais e auxilia a manutenção do homem no campo, a assistência técnica vem surgindo como uma oportunidade de alavancar a atividade adaptando os sistemas de produção de ovinos a real condição de cada propriedade, tendo por objetivo principal associar as práticas aos custos, indicando quais são os pontos fortes da propriedade e indicando como ter uma melhor eficiência visando o retorno do capital investido na atividade. 

Portal Agrolink: o que o produtor que está desanimado com a atividade deve fazer? Achar novos usos como leite e queijo é uma boa?
Kedma:
é muito comum o produtor desanimar, quando passa por alguma dificuldade na atividade que acarreta na perda de receita. Mas vale lembrar que, na maioria das vezes, as ações corretivas dentro ovinocultura são de médio a longo prazo, porém quando comparada a bovinocultura de corte é considerada de curto a médio prazo. A diversificação entre leite e carne ovina torna-se interessante, porém quando realizada utilizando animais de dupla aptidão para tal objetivo. Os produtos de derivados de leite ovino atendem um nicho de mercado exclusivo, onde os produtos possuem alto valor agregado.

Portal Agrolink: como foi o caso lá do produtor de Terenos? Que resultados tiveram?
Kedma:
 o produtor de Terenos nos procurou pois estava tendo alguns problemas sanitários, estava a procura de informações técnicas pois havia iniciado na atividade recentemente e enfrentava uma alta taxa de mortalidade de cordeiros, uma vez que o produtor assertivamente realizava o controle através de anotações. Verificamos que a idade média do óbito dos cordeiros era na faixa dos 45 a 90 dias de vida. Desta forma, adotamos um manejo sanitário de vacinação adequado a todas as categorias e iniciamos o manejo de mamada controlada. Outra ação foi direcionar o produtor a usar seu capital de forma mais racional, direcionando à categoria que lhe traz maior retorno econômico que é o cordeiro. Atualmente, após 12 meses de assistência, conseguimos aumentar a produtividade ou seja quantidade kg de cordeiros comercializados, através da redução da taxa de mortalidade e ou melhora da taxa de desfrute para 48,8 através das técnicas indicadas e da dedicação do produtor e sua família.

Portal Agrolink: é um serviço gratuito? Como o produtor acessa?
Kedma: 
a Assitência Técnica e Gerencial do SENAR é um serviço gratuito, com duração de 2 anos, o produtor deve solicitar a participação no programa através dos sindicatos rurais da sua região, a demanda sendo levantada abre-se curso de capacitação e posteriormente a avaliação do produtor e propriedade para validação da assistência. Ela é aberta a todos os produtores.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink