Cotações dos ovos encerram o mês em queda
CI
Imagem: Marcel Oliveira
QUEDA

Cotações dos ovos encerram o mês em queda

Em junho, os preços dos ovos caíram para o segundo menor patamar do ano
Por: -Aline Merladete

Em junho, os preços dos ovos caíram para o segundo menor patamar do ano, atrás somente do registrado em janeiro, quando, geralmente, a liquidez é menor e os preços recuam. Segundo colaboradores do Cepea, as menores vendas da proteína refletem a crise provocada pelo novo coronavírus – com a proibição de grandes eventos, festas juninas foram canceladas, e, com isso, a procura por ovos foi menor em junho.

Além disso, a concorrência com o produto de origem caipira em algumas regiões também pressionou as cotações dos ovos convencionais. No entanto, mesmo com as desvalorizações de junho, os preços ainda são superiores aos registrados no mesmo período de 2019, em termos reais (deflacionados pelo IPCA de maio/20).

Em Bastos (SP), o preço do ovo branco tipo extra teve média de R$ 94,44/caixa com 30 dúzias em junho, 6,2% abaixo da média de maio, mas 17,3% acima da de junho/19. Para os ovos vermelhos, o recuo mensal foi de 3,9%, para R$ 115,07/cx em junho, mas ainda 24,5% acima dos valores observados no mesmo mês de 2019. Apesar da retração nas vendas e, consequentemente, nos preços, a expectativa de agentes do setor é de que os descartes que estão sendo realizados, bem como as temperaturas mais baixas, reduzam a produção, contribuindo para a valorização do produto nas próximas semanas.

Com informações do boletim do Cepea.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink