Empresa inicia estudos para terceira planta de potássio
CI
Imagem: Divulgação
ADUBO

Empresa inicia estudos para terceira planta de potássio

Produção será suficiente para suprir 16,4% da demanda nacional a partir de 2024
Por: -Eliza Maliszewski

A  empresa Verde Agritech, com sede em Minas Gerais, anunciou o início dos estudos para licenciamento e construção da terceira fábrica da companhia. Prevista para ser concluída no primeiro semestre de 2024, a unidade elevará a capacidade de produção de potássio livre de cloro para 16,4% da demanda atual por potássio no país. 

Em 2021, a empresa produziu 400.133 toneladas de produtos à base de potássio, atingindo um faturamento de R$ 119,3 milhões, 239% maior que em 2020. No mês passado, a companhia informou ao Mercado que vai dobrar a capacidade de produção da segunda planta. Em construção, esta unidade deve começar a ser operada ainda em 2022.

Os estudos de engenharia para a terceira unidade devem ser concluídos no segundo semestre deste ano. A obra está prevista para ocorrer a partir de julho de 2023 e terá papel importante para ajudar a reduzir a dependência do Brasil pelo potássio importado.

O potássio brasileiro é sustentável e não usa produtos químicos na fabricação dos fertilizantes, que são livres de cloro, ajudando a preservar microrganismos importantes para a qualidade do solo, diferentemente do cloreto de potássio importado. O produto também é aprovado para a agricultura orgânica. 

"Estamos confiantes de que os governos estadual e federal entendem o inestimável trabalho que nossa equipe vem realizando em prol da segurança alimentar e da solidez ambiental desde 2008 e se esforçarão para garantir a aprovação oportuna das poucas licenças que ainda estão em análise, sempre pautada pelas mais rigorosas exigências técnicas e legais. Jamais a urgência que a situação traz pode comprometer o rigor habitual do agente público", destacou Cristiano Veloso, fundador da empresa.

A Verde Agritech tem, atualmente, uma patente concedida e oito aguardando aprovação. O comunicado ao Mercado também detalha as tecnologias proprietárias desenvolvidas pela companhia e que serão ativadas na nova planta.


 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.