Estado de emergência argentino mexe com o milho
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
MERCADO

Estado de emergência argentino mexe com o milho

As ofertas da nova safra de milho da Romênia caíram para € 215- € 217/t FOB CVB
Por: -Leonardo Gottems

O governo da Argentina declarou estado de emergência sobre o rio Paraná em meio à redução das perspectivas de chuva e deterioração do prognóstico para os níveis de água, o que acabou mexendo com o mercado internacional de milho. As informações são da TF Agroeconômica. 

“O  país  está  hospedando  um  grande  programa  de exportação de milho no momento e os valores básicos -  depois  de  subir  nos  últimos  dias  -  ficaram  sob pressão novamente com o término da safra. O  mês  de  agosto  foi  oferecido  a  25  centavos  em relação ao contrato de setembro, com o carregamento de setembro oferecido a  32 centavos e poucos sinais de compradores.  Os volumes de panamax de carregamento de agosto foram oferecidos em torno de 50 centavos acima do mercado de carga, a 75 centavos acima do contrato de setembro”, comenta. 

Para  o  Vietnã,  novas  ofertas  de  safra  continuaram  sendo  ouvidas  e  pressionaram  os  preços  futuros,  com  US$ 283/t  ofertados  para  embarque  em  março,  abril  e maio. Para a safra antiga do mercado de milho da Ucrânia, os níveis permaneceram não mencionados em meio à falta de volume prontamente disponível. “No entanto, as ideias de venda de nova safra de milho para  carregamento  de  novembro-dezembro  foram avaliadas em prêmios de 100-105 centavos em relação ao contrato de dezembro, enquanto as ofertas estavam em torno de prêmios de 75-80 centavos”, completa a consultoria. 

“As ofertas da nova safra de milho da Romênia caíram para € 215- € 217/t FOB CVB, enquanto a melhor oferta foi de € 210/t em meio a comentários de fontes locais de comércio de que tanto a Romênia quanto a Bulgária poderiam ter uma safra recorde de trigo, um movimento que provavelmente manter os preços competitivos. As  exportações  de  milho  russo  ficaram  quase estáveis  em  45.200  toneladas  durante  a  semana encerrada  em  22  de  julho,  elevando  o  novo  número total de 122.200 toneladas - um aumento de 20% em relação às mesmas datas do ano passado”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.