Filipinas suspende importação de frango brasileiro
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,090 (1,09%)
| Dólar (compra) R$ 5,61 (0,12%)

Imagem: MPT-RS

DESDOBRAMENTOS

Filipinas suspende importação de frango brasileiro

Com medo de Covid país resolver suspender temporariamente as compras
Por: -Eliza Maliszewski
543 acessos

O Departamento de Agricultura (DA) das Filipinas resolveu suspender a partir desta sexta-feira (14) as compras de frango do Brasil. A medida vem um dia depois de a China ter dito que encontrou amostras de Covid-19 na superfície de asas de frango importadas de Santa Catarina.

O governo filipino informou que segue a Lei de Segurança Alimentar do país e a medida é de prevenção ao coronavírus. Os filipinos representaram cerca de 2% das exportações brasileiras no período de janeiro a julho, com cerca de 50 mil toneladas ou US$ 31,4 milhões. No ano o Brasil responde por cerca de 20% das importações de carne de frango do país. 

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) disse, em nota, que ainda não foi informada oficialmente sobre eventual suspensão. Se confirmada, a ABPA diz que apoiará o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para a apresentação dos esclarecimentos, "já que se trataria de uma decisão sem fundamentação técnico-científica e pendente de esclarecimentos e demonstrações".

A entidade reforçou o que já disse ontem de que não há evidências de que a carne possa transmitir o vírus. "Ao mesmo tempo, o setor exportador brasileiro reitera que todas as medidas para proteção dos trabalhadores e a garantia da inocuidade dos produtos foram adotadas e aprimoradas ao longo dos últimos meses, desde o início da pandemia global". 

O caso

VEJA: China detecta Covid em frango brasileiro

Nesta quinta-feira (13) a cidade chinesa de Shenzhen disse ter identificado o coronavírus em asas de frango congeladas. O produto saiu da Aurora Alimentos, de Santa Catarina. A cooperativa disse, em nota, que não foi informada oficialmente e que a situação se tratava "apenas de fato originário de notícia veiculada em imprensa local daquele país asiático, sem qualquer confirmação oficial por parte da autoridade pública nacional da China".


 

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink