IBGE prevê safra 15 milhões de toneladas menor que Conab
CI
Imagem: Divulgação
GRÃOS

IBGE prevê safra 15 milhões de toneladas menor que Conab

Segundo o levantamento o Brasil deve colher 253,2 milhões de toneladas
Por: -Eliza Maliszewski

Conforme o Portal Agrolink noticiou na manhã desta terça-feira, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) anunciou uma safra recorde de grãos de 268,9 milhões de toneladas de alimentos, o que representa 11,9 milhões de toneladas ou 4,6 % a mais do que a temporada de 2019/2020. 

VEJA: Brasil colherá maior safra da história

A projeção divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) poucas horas mais tarde é mais tímida. Segundo o levantamento o Brasil deve colher 253,2 milhões de toneladas, uma alta de 0,5% em relação ao ciclo anterior. 

Segundo o instituto, a soja puxa o aumento em relação a safra passada, com crescimento de 4,6% ou 5,6 milhões de toneladas a mais, fechando em 121,5 milhões de toneladas. Para a Conab a oleaginosa vai render 135 milhões de toneladas. O IBGE projeta que o milho primeira safra, que deve subir 1,7% ou 445 mil toneladas. Por outro lado, deve ocorrer declínios da produção do milho segunda safra (-5,4% ou 4 milhões de toneladas a menos). A safra de milho deve ser de 100,9 milhões de toneladas. Para a Conab serão 104,9 milhões de toneladas. 

O instituto ainda aponta as quedas: arroz (-2,4% ou 260, 5 mil toneladas a menos), do algodão herbáceo (-11,9% ou 837,9 mil toneladas), do feijão primeira safra (-2,2% ou 28,5 mil toneladas), do feijão segunda safra (-4,5% ou 45,4 mil toneladas) e do feijão terceira safra (-6,5% ou 38,6 mil toneladas).

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink