Agronegócio

Nufarm lança em Londrina programa de incentivo à pesquisa

Plataforma de conhecimento TecNufarm tem abrangência nacional
Por:
1373 acessos

Plataforma de conhecimento TecNufarm, com abrangência nacional, tem investimento de R$ 3 milhões e envolve alunos de 600 universidades públicas

Uma das empresas-líderes do mercado mundial de agroquímicos, a Nufarm apresentou na cidade paranaense de Londrina, na última quinta-feira, o programa Nufarm de Integração com a Comunidade Técnico-Científica (TecNufarm). De acordo com a empresa, o projeto tem objetivo de difundir soluções inovadoras para a agricultura, pela integração do trabalho de pesquisadores da Nufarm ao de consultores e universidades de Agronomia.

“A Nufarm tem em seu DNA a busca constante pela inovação. Nós acreditamos na união de forças com a comunidade científica. O desafio proposto pelo TecNufarm permitirá obter soluções de ponta para o agronegócio brasileiro e agregar valor ao trabalho do produtor rural”, declarou Luciano Daher, presidente da Nufarm Brasil, durante o evento de Londrina.

Em seu primeiro ano de atividades, destacou o presidente, o programa TecNufarm terá investimento de R$ 3 milhões e será focado no desenvolvimento de soluções tecnológicas para controle de plantas daninhas. O projeto será realizado com a participação de alunos de 600 universidades públicas do País, por meio de uma plataforma denominada Desafio Nufarm, coordenada pela empresa Sou Genial, especializada em competições criativas para empresas e jovens cientistas.

O diretor executivo de marketing na Nufarm, Vitor Raposo, explica que para a primeira etapa do TecNufarm foram selecionados 15 pesquisadores, que adotarão o sistema 'inovação aberta'. “Este modelo, apoiado na visão integrada e na diversidade de ideias, resultará em soluções eficazes ante os grandes desafios do campo no tocante a plantas daninhas. Os melhores trabalhos serão divulgados com apoio da Nufarm em todo o Brasil”, resume Raposo.

Os pesquisadores participantes do TecNufarm são ligados a renomadas empresas e entidades de consultoria e pesquisa agrícola, como Agrocon/Esalq, Agrocosmos, Assist Consultoria,  Astecplan, Ceres Consultoria, Cooperativa Central Gaúcha, Embrapa Soja, Fundação ABC, Fundação Chapadão, Mercer Assessoria Agronômica & Pesquisa, Spray Drop, UEM, UENP, UNIRV e UPF.

Para o coordenador pesquisas de Herbologia da Fundação ABC, Luís Henrique Penckowski, o programa da Nufarm representa uma oportunidade de “abrir a inovação para jovens”. “A proposta é interessante e desafiadora, pois o manejo de plantas daninhas é complexo e o principal desafio hoje está na resistência a herbicidas”, salienta o pesquisador.

O professor da Universidade Estadual do Norte do Paraná, Robinson Osipe, entende que a parceria entre universidades públicas e empresas privadas é benéfica.  “A proposta da Nufarm de voltar para a base, envolver estudantes, é criativa. A inovação virá desses jovens”, assinala Osipe.

Vitor Raposo, diretor da Nufarm, afirma que no futuro próximo outras parcerias serão estimuladas pelo programa TecNufarm, sempre ancoradas no portfólio de soluções tecnológicas que a empresa pretende lançar no mercado brasileiro, como nas áreas de produtos biológicos e tratamento de sementes.

 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink