Recuo nas exportações de ovos in natura
CI
Imagem: Marcel Oliveira
EMBARQUES

Recuo nas exportações de ovos in natura

Embarques de ovos in natura, que já estavam em baixos patamares, tiveram novo recuo em setembro
Por: -Aline Merladete

Os embarques de ovos in natura, que já estavam em baixos patamares, tiveram novo recuo em setembro, registrando o menor volume desde maio de 2006, conforme dados da Secex compilados pelo Cepea. Vale lembrar que, em outros momentos, as exportações já foram a alternativa do setor para escoar parte da produção, enquanto neste ano, a drástica redução dos embarques reforça o cenário de oferta elevada, que vem pressionando as cotações internas desde maio.

Em setembro, o Brasil exportou 50,1 toneladas de ovos in natura, volume 27,4% abaixo do registrado em agosto e ainda 63,3% menor que a quantidade embarcada em setembro de 2019. No mercado interno, levantamento do Cepea junto a colaboradores do setor de ovos mostra que a forte onda de calor entre o fim de setembro e o início de outubro resultou no aumento da mortalidade das poedeiras nas principais regiões produtoras.

Esse cenário, ainda de acordo com colaboradores, tende a limitar a produção no curto e médio prazo. As altas temperaturas também reduziram a oferta dos ovos maiores, o que, somado ao incremento na demanda por conta do pagamento dos salários de muitos consumidores no início do mês, alavancou as vendas e consequentemente as cotações.

*Informações do Cepea.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink