Cigarrinha das raízes

Cigarrinha vermelha (Mahanarva fimbriolata)

Culturas Afetadas: Cana-de-açúcar, Pastagens, Todas as culturas com ocorrência do alvo biológico

Sinônimos: Monecphora fimbriolata, Monecphora ruforivulata, Sphenorhina liturata ruforivulata, Tomaspis fimbriolata, Tomaspis liturata e Tomaspis liturata ruforivulata

O inseto apresenta coloração avermelhada nos machos e marrom avermelhado nas fêmeas. As fêmeas realizam a postura em bainhas secas das plantas ou sobre o solo, nas proximidades dos colmos das plantas.

As cigarrinhas são consideradas o grupo de insetos que causam os maiores danos na cultura da cana-de-açúcar por muitos entomologistas. Esses danos são provocados pela perda de produção. Esta espécie de cigarrinha ainda pode usar outras gramíneas como hospedeiro, tais como o arroz, cana-de-açúcar, milho, sorgo e pastagens.

Danos: Os maiores prejuízos são causados pelos adultos que, ao succionarem a seiva da planta, transmitem toxinas que causam a queima das folhas. Os sintomas mais comuns são estrias amareladas no limbo foliar, bordos enrolados e definhamento do colmo. Provocam perda de peso e açúcar, sendo um grave problema para a indústria.

Controle: Pode ser efetuado por:

Biológico: A mosca Slapingogaster nigra é predodora natural das ninfas da cigarrinha. O fungo Metarhizium anisopliae, chamado fungo verde, que tem a capacidade de infectar ninfas e adultos do inseto.

Químico: Realizar pulverizações ou polvilhamentos com inseticidas específicos e seletivos aos inimigos naturais, registrados para as culturas.

Deslize o dedo na tabela abaixo para movê-la horizontalmente
Mostrando 1 até 12 de 37