Mancha de Dendrophoma (Phomopsis obscurans)
CI

Mancha de Dendrophoma

Crestamento das folhas (Phomopsis obscurans)

Culturas Afetadas: Morango

Sinônimos: Dendrophoma obscurans, Phoma obscurans, Phyllosticta obscurans e Sphaeropsis obscurans

Esta é a doença foliar de menor importância econômica para a cultura do morangueiro, uma vez que provoca a destruição da folhagem mais velha, após a colheita.

Danos: Os sintomas aparecem como manchas necróticas, freqüentemente circulares, maiores que as anteriores, chegando a 25 mm de diâmetro. Ocorrem em pequeno número por folíolo, são inicialmente de coloração vermelho-púrpura, adquirindo mais tarde um centro marrom-escuro, circundado por uma zona marrom-clara. As lesões mais velhas apresentam formatos elípticos ou em forma de V, resultante de seu crescimento ao longo das nervuras. Na superfície superior das lesões são formados picnídios imersos, negros e globosos, no interior dos quais são formados conídios. Estes, são facilmente dispersos pelo impacto de gotas de água. O patógeno sobrevive de um cultivo ao outro em lesões foliares, que constituem a fonte de inóculo primária para iniciar a infecção.

Controle: Tendo em vista a pequena importância econômica da doença, não são adotadas medidas específicas para seu controle.

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.