O conteúdo solicitado não foi encontrado

Estiolamento

Podridão das raízes (Pythium spp.)

Culturas Afetadas: Alfafa, Algodão, Alstroemeria, Antúrio, Arália Elegante, Aralia japonesa, Ardísia, Aspargo, Cevada, Cheflera pequena, Cipó uva, Comigo-ninguém-pode, Croton, Espinafre, Feijão, Gérbera, Lírio da paz, Milho, Poinsétia , Samambaia, Soja, Sorgo, Tomate, Tratamento de solo, Trigo

Várias espécies de fungos pertencentes ao gênero 

Pythium spp. podem causar podridões de raízes. Pythium graminicola e Pythium debaryanum são os mais frequentes. Estes fungos caracterizam-se por apresentar micélio fino, de coloração branca e aspecto cotonoso, no qual são produzidos os esporângios, responsáveis pela reprodução assexuada do fungo. A fase sexuada caracteriza-se pela formação de oósporos, que também atuam como estruturas de resistência do patógeno, responsáveis pela sua sobrevivência em condições desfavoráveis.

Danos: Os sintomas são observados nas raízes, sob a forma de lesões de coloração marrom-claro a marrom-escuro, que podem se transformar em grandes áreas afetadas e provocar o tombamento de plantas, principalmente após períodos de vento.

Controle: O uso de cultivares resistentes e o plantio em áreas bem drenadas são recomendados.

A aplicação de fungicidas para controle de podridão de raízes deve ser realizada conforme orientação técnica.

Deslize o dedo na tabela abaixo para movê-la horizontalmente
Mostrando 1 até 12 de 16