Bula Afalon 450 SC

acessos
Linuron
6010
Adama

Composição

Linurom 450 g/L Uréia

Classificação

Herbicida
III - Medianamente tóxico
II - Produto muito perigoso
Não inflamável
Corrosivo
Suspensão Concentrada (SC)
Seletivo, Sistêmico, Pré-emergência, Pós-emergência
Alho Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Beldroega
(Portulaca oleracea)
1,6 a 1,8 L p.c./ha 150 a 400 L de calda/ha - Realizar uma aplicação. 60 dias. Aplicar em pré e pós-emergência das culturas e plantas infestantes
Carrapicho de carneiro
(Acanthospermum hispidum)
1,6 a 1,8 L p.c./ha 150 a 400 L de calda/ha - Realizar uma aplicação. 60 dias. Aplicar em pré e pós-emergência das culturas e plantas infestantes
Carrapicho rasteiro
(Acanthospermum australe)
1,6 a 1,8 L p.c./ha 150 a 400 L de calda/ha - Realizar uma aplicação. 60 dias. Aplicar em pré e pós-emergência das culturas e plantas infestantes
Caruru roxo
(Amaranthus hybridus)
1,6 a 1,8 L p.c./ha 150 a 400 L de calda/ha - Realizar uma aplicação. 60 dias. Aplicar em pré e pós-emergência das culturas e plantas infestantes
Falsa serralha
(Emilia sonchifolia)
1,6 a 1,8 L p.c./ha 150 a 400 L de calda/ha - Realizar uma aplicação. 60 dias. Aplicar em pré e pós-emergência das culturas e plantas infestantes
Mentrasto
(Ageratum conyzoides)
1,6 a 1,8 L p.c./ha 150 a 400 L de calda/ha - Realizar uma aplicação. 60 dias. Aplicar em pré e pós-emergência das culturas e plantas infestantes
Mentruz
(Coronopus didymus)
1,6 a 1,8 L p.c./ha 150 a 400 L de calda/ha - Realizar uma aplicação. 60 dias. Aplicar em pré e pós-emergência das culturas e plantas infestantes
Picão branco
(Galinsoga parviflora)
1,6 a 1,8 L p.c./ha 150 a 400 L de calda/ha - Realizar uma aplicação. 60 dias. Aplicar em pré e pós-emergência das culturas e plantas infestantes
Picão preto
(Bidens pilosa)
1,6 a 1,8 L p.c./ha 150 a 400 L de calda/ha - Realizar uma aplicação. 60 dias. Aplicar em pré e pós-emergência das culturas e plantas infestantes
Serralha
(Sonchus oleraceus)
1,6 a 1,8 L p.c./ha 150 a 400 L de calda/ha - Realizar uma aplicação. 60 dias. Aplicar em pré e pós-emergência das culturas e plantas infestantes
Batata Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Carrapicho de carneiro
(Acanthospermum hispidum)
2 a 2,2 L p.c./ha 150 a 400 L de calda/ha - Realizar uma aplicação. Não determinado. Aplicar em pré-emergência
Carrapicho rasteiro
(Acanthospermum australe)
2 a 2,2 L p.c./ha 150 a 400 L de calda/ha - Realizar uma aplicação. Não determinado. Aplicar em pré-emergência
Caruru roxo
(Amaranthus hybridus)
2 a 2,2 L p.c./ha 150 a 400 L de calda/ha - Realizar uma aplicação. Não determinado. Aplicar em pré-emergência
Mentrasto
(Ageratum conyzoides)
2 a 2,2 L p.c./ha 150 a 400 L de calda/ha - Realizar uma aplicação. Não determinado. Aplicar em pré-emergência

1.INSTRUÇÕES DE USO:

1.1 CULTURAS:

AFALON 450 SC é um herbicida seletivo pré e pós emergente indicado para controle de plantas infestantes nas culturas de Alho, Cebola, Batata, Cenoura, Camomila e Batata-salsa.

1.2 PLANTAS INFESTANTES E DOSES:

Vide a seção “Indicações de Uso/Doses”

CULTURAS DOSES*
SOLO MÉDIO SOLO ARGILOSO
ALHO e CEBOLA 1,6 L p.c./ha 1,8 L p.c./ha
BATATA 2,0 L p.c./ha 2,2 L p.c./ha
CENOURA 1,6 L p.c./ha 2,2 L p.c./ha
CAMOMILA 1,0 L p.c./ha 2,0 L p.c./ha
BATATA-SALSA 1,0 L p.c./ha 1,0 L p.c./ha

*O AFALON 450 SC possui 450 g de Linuron por litro.

1.3 NÚMERO, EPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO:

Uma única aplicação de AFALON 450 SC é suficiente para controlar as plantas infestantes indicadas nas instruções de uso.
Nas culturas de alho, cebola e cenoura, aplicar em pré e pós-emergência das culturas e plantas infestantes. Na cultura da batata aplicar o produto em pré-emergência e nas culturas de camomila e batata-salsa a aplicação é em pós-emergência das culturas e plantas infestantes.
Nas aplicações em pós-emergência das plantas infestantes, as mesmas deverão encontrar-se na fase inicial de desenvolvimento e não ter mais do que 3-4 folhas, sendo que no momento da aplicação, também não deverão estar molhadas por ocorrência de chuvas e orvalhos. A adsorção da substância ativa pelo solo aumenta com o teor da matéria orgânica, motivo pelo qual se recomenda usar o produto em doses proporcionalmente maiores nos solos pesados e/ou ricos em matéria orgânica.
Em batata-salsa: aplicar aos 21 dias após a emergência da cultura e das plantas infestantes.
Para a cultura da camomila também deve-se aplicar na pós-emergência da cultura e das plantas infestantes. A cultura deve-se encontrar entre 1,5 a 3,0 cm de altura, o que seria aproximadamente aos 36 dias após a emergência da cultura e das plantas infestantes de Nabo-bravo num estádio de até 4 folhas.

1.4 MODO DE APLICAÇÃO:

A aplicação do herbicida AFALON 450 SC deve ser efetuada através de pulverização terrestre (manual ou tratorizada).

APLICAÇÃO TERRESTRE:

O herbicida pode ser aplicado via terrestre através de pulverizador tratorizado de barra, equipados com pontas do tipo leque jato plano, nas séries 8002 a 8004 ou 11002 a 11004, em volumes de calda de 150 a 400T/ha ou conforme tabela abaixo:

Tipo de ponta Cor da ponta Distância Altura Pressão Velocidade Volume
entre pontas do Alvo (Lb/poL²) da Aplicação de Calda
(km/h) (L/ha)
AIJET 110.02 Amarelo 50 cm 50 cm 40 5 - 10 200 - 100
AIJET 110.03 Azul 50 cm 50 cm 40 5 - 10 300 - 150
XR Teejet 110.02 Verde 50 cm 50 cm 40 5 - 10 200 - 110
XR Teejet 110.03 Amarelo 50 cm 50 cm 40 5 - 10 300 - 150
XR Teejet 110.04 Azul 50 cm 50 cm 40 5 - 10 400 - 200
DG Teejet 110.02 Amarelo 50 cm 50 cm 40 5 - 10 200 - 100
DG Teejet 110.03 Azul 50 cm 50 cm 40 5 - 10 300 - 150
DG Teejet 110.04 Vermelho 50 cm 50 cm 40 5 - 10 400 - 200
Twinjet 110.02 Amarelo 50 cm 50 cm 40 5 - 10 200 - 100
Twinjet 110.03 Azul 50 cm 50 cm 40 5 - 10 300 - 150
Twinjet 110.04 Vermelho 50 cm 50 cm 40 5 - 10 400 - 200
Turbo Floodjet TF 02 Vermelho 75 cm 75 cm 40 5 - 10 300 - 150
Turbo Floodjet TF 02 Vermelho 100 cm 100 cm 40 5 - 10 250 - 100
Turbo Floodjet TF 03 Marron 75 cm 75 cm 40 5 - 10 500 - 200
Turbo Floodjet TF 03 Marron 100 cm 100 cm 40 5 - 10 350 - 150
Turbo Teejet 110.02 Amarelo 50 cm 50 cm 40 5 - 10 200 - 100
Turdo Teejet 110.03 Azul 50 cm 50 cm 40 5 - 10 300 - 150
Turbo Teejet 110.04 Vermelho 50 cm 50 cm 40 5 - 10 400 - 200
XR Teejet 110.02 Amarelo 50 cm 50 cm 40 5 - 10 200 - 100
XR Teejet 110.02 Azul 50 cm 50 cm 40 5 - 10 300 - 150
XR Teejet 110.02 Vermelho 50 cm 50 cm 40 5 - 10 400 - 200

CONDIÇÕES CLIMÁTICAS:

Devem-se observar as condições climáticas ideais para a aplicação via terrestre do produto, tais como:
- Temperatura ambiente até 30º C;
- Umidade relativa do ar no mínimo de 50%;
- Velocidade do vento e entre 3 e 10 km/h;
Para outros parâmetros referentes à tecnologia de aplicação, seguir as recomendações técnicas indicadas pela pesquisa e/ou assistência técnica da região, sempre sob orientação de um Engenheiro Agrônomo.

1.5 INTERVALO DE SEGURANÇA:

Alho, camomila, cebola e cenoura: 60 dias
Batata e batata-salsa: (1)

(1) Intervalo de segurança não determinado devido à modalidade de emprego.

1.6 INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS:

(De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana - ANVISA/MS).

1.7 LIMITAÇÕES DE USO:

Fitotoxidade para a cultura registrada: ausente se aplicado de acordo com as recomendações de uso.

1.8 INFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL A SEREM UTILIZADOS:

Vide recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana - ANVISA/MS.

1.9 INFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE APLICAÇÃO A SEREM USADOS:

Vide item MODO DE APLICAÇÃO.

1.10 DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TRÍPLICE LAVAGEM DA EMBALAGEM OU TECNOLOGIA EQUIVALENTE:

Vide recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente - IBAMA/MMA.

1.11 INFORMAÇÕES SOBRE OS PROCEDIMENTOS PARA A DEVOLUÇÃO, DESTINAÇÃO, TRANSPORTE, RECICLAGEM, REUTILIZAÇÃO E INUTILIZAÇÃO DAS EMBALAGENS VAZIAS:

Vide recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente - IBAMA/MMA.

1.12 INFORMAÇÕES SOBRE OS PROCEDIMENTOS PARA A DEVOLUÇÃO E DESTINAÇÃO DE PRODUTOS IMPRÓPRIOS PARA UTILIZAÇÃO OU EM DESUSO:

Vide recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente - IBAMA/MMA.

DADOS RELATIVOS À PROTEÇÃO DA SAÚDE HUMANA:
ANTES DE USAR LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES PRODUTO PERIGOSO. UTILIZE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL COMO INDICADO.
É PROIBIDA A APLICAÇÃO DESTE PRODUTO POR MULHERES.
- Produto para uso exclusivamente agrícola.
- Não coma, não beba e não fume durante o manuseio e aplicação do produto.
- Não manuseie ou aplique o produto sem os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) recomendados.
- Os equipamentos de proteção individual (EPIs) recomendados devem ser vestidos na seguinte ordem: macacão, botas, avental, mascara, óculos, touca árabe e luvas.
- Não utilize equipamentos de proteção individual (EPIs) danificados.
- Não utilize equipamentos com vazamento ou com defeitos.
- Não desentupa bicos, orifícios e válvulas com a boca.
- Não transporte o produto juntamente com alimentos, medicamentos, rações, animais e pessoas.
PRECAUÇÕES NA PREPARAÇÃO DA CALDA:
- Caso ocorra contato acidental da pessoa com o produto, siga as orientações descritas em primeiros socorros e procure rapidamente um serviço médico de emergência.
- Ao abrir a embalagem, faça-o de modo a evitar respingos.
- Utilize equipamento de proteção individual
- EPI:
- macacão de algodão impermeável com mangas compridas passando por cima do punho das luvas e as pernas das calças por cima das botas;
- botas de borracha; avental impermeável;
- máscara com filtro mecânico classe P2;
- óculos de segurança com proteção lateral;
- touca árabe e luvas de nitrila.
- Manuseie o produto em local aberto e ventilado.
PRECAUÇÕES DURANTE A APLICAÇÃO:
- Evite o máximo possível o contato com a área tratada.
- Não aplique o produto na presença de ventos fortes e nas horas mais quentes do dia.
- Não aplique o produto contra o vento se utilizar equipamento costal. Se utilizar trator, aplique o produto contra o vento.
- Aplique o produto somente nas doses recomendadas e observe o intervalo de segurança (intervalo de tempo entre a última aplicação e a colheita).
- Utilize equipamento de proteção individual
- EPI:
- macacão de algodão impermeável com mangas compridas passando por cima do punho das luvas e as pernas das calças por cima das botas;
- botas de borracha; máscara com filtro mecânico classe P2;
- óculos de segurança com proteção lateral;
- touca árabe e luvas de nitrila.
PRECAUÇÕES APÓS A APLICAÇÃO:
- Sinalizar as áreas tratadas com os dizeres “PROIBIDA A ENTRADA. ÁREA TRATADA” e manter os avisos até o final do período de reentrada.
- Caso necessite entrar nas áreas tratadas com o produto antes do término do intervalo de reentrada, utilize os equipamentos de proteção individual (EPIs) recomendados para o uso durante a aplicação.
- Mantenha o restante do produto adequadamente fechado, na embalagem original, em local trancado,longe do alcance de crianças e animais.
- Antes de retirar os equipamentos de proteção individual (EPIs), lave as luvas ainda vestidas para evitar contaminação.
- Os equipamentos de proteção individual (EPIs) recomendados devem ser retirados na seguinte ordem: touca árabe, óculos, avental, botas, macacão, luvas e máscara.
- Tome banho imediatamente após a aplicação do produto.
- Troque e lave suas roupas de proteção separado das roupas de família. Ao lavar as roupas utilizar luvas e avental impermeável.
- Faça a manutenção e lavagem dos equipamentos de proteção após cada aplicação do produto.
- Fique atento ao período de vida útil dos filtros, seguindo corretamente as especificações do fabricante.
- Não reutilizar a embalagem vazia.
- No descarte de embalagens vazias utilize equipamento de proteção individual (EPI): macacão de algodão impermeável com mangas compridas, luvas de nitrila e botas de borracha.
PRIMEIROS SOCORROS:
Procure logo um serviço médico de emergência levando a embalagem, rótulo, bula ou receituário agronômico do produto.
INGESTÃO: se engolir o produto não provoque vômito. Caso o vômito ocorra naturalmente deite a pessoa de lado. Não dê nada para comer ou beber.
OLHOS: em caso de contato, lave com muita água corrente durante pelo menos 15 minutos. Evite que a água de lavagem entre no outro olho.
PELE: em caso de contato tire a roupa contaminada e lave com muita água corrente e sabão neutro.
INALAÇÃO: se o produto for inalado (“respirado”), leve a pessoa para um local aberto e ventilado. A pessoa que ajudar deve proteger-se da contaminação usando luvas e avental impermeável, por exemplo.
INFORMAÇÕES MÉDICAS:
LINURON Grupo químico Ureia Substituída Classe toxicológica III – Medianamente Tóxico Vias de exposição Oral, dérmica e inalatória Sintomas e Sinais clínicos Exposição aguda:
A) Baseado em resultados obtidos com estudos em animais, estes agentes parecem ter baixa toxicidade sistêmica. A severidade da intoxicação deve ser baseada nos achados clínicos. Pode ocorrer metemoglobinemia em ingestões de grandes quantidades.
B) Caso sejam evidentes sintomas severos outros além da hemoglobinemia, deve-se suspeitar da ação alternativa ou adicional de algum outro tóxico. Ocular: A exposição dos olhos pode resultar em irritação ocular.
Respiratório: Pode-se observar irritação da mucosa respiratória após contato prolongado. Cardiovascular: A depressão do SNC e hipoxemia podem ser observadas caso haja metemoglobinemia.
Gastrointestinal: Após ingestão, pode ocorrer náusea, vômito e diarreia. Geniturinário: Alguns metabólicos podem causar irritação do trato urinário.
Hematológico: Foi observada sulfohemoglobina no sangue de ratos e cachorros aos quais administraram-se repetidamente altas doses de linuron, e em uma overdose de monolinuron em humano. A metemoglobinemia pode resultar de efeitos dos metabólicos de alguns herbicidas ureicos.
Dermatológico: Pode ser observada cianose não responsiva à terapia de oxigênio em pacientes com metemoglobinemia devida à absorção de quantidades excessivas desses agentes. Pode ocorrer irritação da pele após exposição.
Reprodução: Estudo de reprodução conduzido com Linuron em ratos, foi observada redução no número médio de implantação seguido por um aumento de perdas pósimplantação. Foi também observado aumento de perdas pós-natal, redução de peso corpóreo e ganho de peso tardio dos filhotes. Em estudo de teratogênese em coelhos, na maior dose testada (100 mg/kg), foi verificado número aumentado de abortos, número reduzido de fetos por ninhada, redução do peso fetal e incidência aumentada de fetos com variações ósseas do crânio.
Toxicocinética Em estudo conduzido com ratos, o linuron foi extensivamente metabolizado. A eliminação ocorreu entre 96 e 120 horas, sendo a maior parte excretada através da urina. O linuron parece induzir as enzimas oxidativas de função mista. Os principais metabólicos são hidroxi-norlinuron e norlinuron. Não foi observado acúmulo de linuron e de seus metabólicos, pequena quantidade foi atribuída a resíduos teciduais (<1%)
Distribuição: amplamente distribuído. Acumulação: baixo potencial para bioacumulação, alguma evidência de acumulação em gordura subcutânea a altas doses.
Diagnóstico: O diagnóstico é estabelecido pela confirmação da exposição e pela ocorrência de quadro clínico compatível.
Tratamento Antídoto: não existe antídoto especifico.
Exposição oral:
A) Carvão ativado: administre uma suspensão de carvão ativado em água (240 mL de água / 30 g de carvão). Dose usual: 25 a 100 g em adultos/ adolescentes, 25 a 50 g em crianças (1 a 12 anos) e 1g/kg em crianças com menos de um ano. É mais efetivo quando administrado dentro de uma hora após a ingestão do agrotóxico.
B) Descontaminação: remova as roupas contaminadas e lave as áreas afetadas, incluindo o cabelo, com água e sabão.
C) O tratamento é sintomático e de suporte.
D) Metemoglobinemia: Administre 1 a 2 mg/kg de uma solução de azul de metileno a 1% lentamente via intravenosa em pacientes sintomáticos. Doses adicionais podem ser necessárias.
Exposição Inalatória: Remova o paciente para um local arejado. Cheque quanto a alterações respiratórias. Se ocorrer tosse ou dificuldade respiratória, avalie quanto a irritações no trato respiratório, bronquite ou pneumonia. Administre oxigênio e auxilie na ventilação, se necessário. Trate broncoespasmos com agonistas beta 2 via inalatória e corticosteroides via oral ou parenteral.
Exposição Ocular: Descontaminação: lave os olhos expostos com quantidades copiosas de água ou solução salina a 0,9% a temperatura ambiente por pelo 15 minutos. Se a irritação, dor, inchaço, lacrimejamento ou fotofobia persistirem, o paciente deve ser encaminhado para tratamento específico.
Exposição dérmica: Descontaminação: Remova as roupas contaminadas e lave a área exposta com água e sabão. O paciente deve ser encaminhado para tratamento específico se a irritação ou dor persistirem. Contraindicações A indução do vômito é contraindicada em razão do risco potencial de aspiração.
Atenção
Ligue para o Disque-Intoxicação: 0800-722-6001 para notificar o caso e obter informações especializadas sobre o diagnóstico e tratamento. Rede Nacional de Centros de Informação e Assistência Toxicológica RENACIAT – ANVISA/MS Notifique ao sistema de informação de agravos de notificação (SINAN / MS) Telefone de Emergência da empresa: 0800-400-2345
MECANISMO DE AÇÃO, ABSORÇÃO E EXCREÇÃO PARA ANIMAIS DE LABORATÓRIO:
Em estudo de metabolismo realizado em animais de laboratório o produto foi absorvido e intensamente metabolizado, não houve indicações de acúmulo de linuron e seus metabólicos nos tecidos e órgãos. O produto foi excretado quase que em sua totalidade pela urina.
EFEITOS AGUDOS:
DL50 oral em ratos: 4480 mg/kg em ratos, os animais apresentaram letargia, desequilíbrio, salivação, aumento de lacrimejamento, alteração na respiração, apatia seguido de redução de reflexos. DL50 dérmica em ratos: maior que 4000 mg/kg, os animais não apresentaram sinais de intoxicação. Irritação ocular em coelhos: levemente irritante. Irritação dérmica em coelhos: levemente irritante. CL50 inalatória em ratos: maior que 1,74 mg/L, os animais apresentaram postura encurvada, piloereção e aumento do ritmo respiratório. Estudos em animais de laboratório demonstraram que o Linuron administrado em altas doses os animais apresentaramse deprimidos com pouca movimentação, perda de peso corporal, congestão hepática com ligeiro aumento do volume do órgão.
EFEITOS CRÔNICOS:
Em estudos toxicológicos de longa duração, nos quais os animais são observados durante toda e boa parte de suas vidas, expostos ao Linuron em altas doses, os animais apresentaram aumento da depressão, infecções respiratórias e retardamento no crescimento.

PRECAUÇÕES DE USO E ADVERTÊNCIAS QUANTO AOS CUIDADOS DE PROTEÇÃO AO MEIO AMBIENTE: -
Este produto é:
( ) Altamente Perigoso ao Meio Ambiente (CLASSE I)
( X ) MUITO PERIGOSO AO MEIO AMBIENTE (CLASSE II)
( ) Perigoso ao Meio Ambiente (CLASSE III)
( ) Pouco Perigoso ao Meio Ambiente (CLASSE IV)
- Este produto é ALTAMENTE PERSISTENTE no meio ambiente.
- Este produto é ALTAMENTE TÓXICO para algas.
- Evite a contaminação ambiental
- Preserve a Natureza.
- Não utilize equipamento com vazamento.
- Não aplique o produto na presença de ventos fortes ou nas horas mais quentes.
- Aplique somente as doses recomendadas.
- Não lave as embalagens ou equipamento aplicador em lagos, fontes, rios e demais corpos d'água. Evite a contaminação da água.
- A destinação inadequada de embalagens ou restos de produtos ocasiona contaminação do solo, da água e do ar, prejudicando a fauna, a flora e a saúde das pessoas.

Sempre que houver disponibilidade de informações sobre programas de Manejo Integrado, provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes sejam implementados.

INFORMAÇÕES SOBRE O MANEJO DE RESISTÊNCIA:

O uso continuado de herbicidas com o mesmo mecanismo de ação pode contribuir para o aumento de população de plantas infestantes a ele resistentes.
Como prática de manejo e resistência de plantas infestantes deverão ser aplicados herbicidas, com diferentes mecanismos de ação, devidamente registrados para a cultura. Não havendo produtos alternativos recomenda-se a rotação de culturas que possibilite o uso de herbicidas com diferentes mecanismos de ação. Para maiores esclarecimentos consulte um engenheiro agrônomo.