Bula MSMA 720 - Volcano
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,112 (0,05%)
| Dólar (compra) R$ 5,61 (0,12%)

Bula MSMA 720

MSMA
6108
UPL

Composição

MSMA 720 g/L

Classificação

Terrestre
Herbicida
4 - Produto Pouco Tóxico
III - Produto perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Concentrado Solúvel (SL)
Contato

Frasco plástico: 2000; 250; 300; 500 ml; 1 e 1,5 L
Bombona plástica: 5; 6; 10 e 20 L
Garrafão plástico: 5 e 20 L
Balde plástico: 10 e 20 L
Tambor plástico 50 e 200 L

INSTRUÇÕES DE USO

Culturas indicadas: "MSMA 720" é um herbicida pós-emergente de contato, seletivo, indicado para o controle de plantas daninhas (mono e dicotiledôneas) na cultura da Cana-de-açúcar e Algodão. Monocotiledônea e dicotiledônea: 2,5-4,0 L/ha.

MODO DE APLICAÇÃO

"MSMA 720" deve ser aplicado no controle de plantas daninhas em pós-emergência inicial, em jato dirigido, procurando atingir as plantas daninhas da forma mais eficiente possível. Usar equipamentos costais (manual ou pressurizado) ou equipamentos tratorizados com barra usando um volume de 250-400 litros de calda/ha. Utilizar bicos tipo leque.

ÍNICIO, NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO

Realizar uma única aplicação em pós-emergência das plantas daninhas, quando estiverem com menos de 20 cm de altura, evitando períodos de "stress" hídrico.

OBSERVAÇÕES

Temperatura: Não recomendada a aplicação do "MSMA 720" com temperatura média abaixo de 20°C. Temperaturas altas estão associadas a um melhor funcionamento do produto.

LUMINOSIDADE

Evitar aplicação com dias nublados associados a baixas em uma menor eficiência do "MSMA 720". Chuva: observar um período de 6 horas sem chuvas após a aplicação.
Para o controle do Capim colonião a aplicação é feita em pontos específicos (manchas de mato), pontos estes decorrentes do escape que ocorre após a aplicação de herbicida residual. Desta forma a dosagem recomendada é dada em porcentagem de produto na calda de aplicação. (p.c/100 I de água). O "MSMA 720" deve ser utilizado na cultura da cana-de-açúcar, objetivando controlar as plantas daninhas problema no período crítico de competição, salientando que ele não necessariamente, erradicará essas plantas daninhas, dando porém, oportunidade à cultura de se desenvolver sem essa competição, com a vantagem de ser um produto seletivo a cultura.

INTERVALO DE SEGURANÇA PARA A CULTURA

Cana-de-açúcar: Intervalo de segurança não determinado devido a modalidade de emprego. Algodão: 43 dias

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NA CULTURA E ÁREAS TRATADAS

Não entre na área em que o produto foi aplicado antes de 7 dias. Caso necessite entrar antes desse período, utilize os equipamentos de proteção individual EPIs recomendados para o uso durante a aplicação.

LIMITAÇÕES DE USO

Nas doses e condições de uso recomendadas, o produto não é fitotóxico para a cultura indicada. Devido à característica de uso do produto (herbicida), devem ser seguidas as recomendações de uso constantes da bula, visando evitar danos em demais culturas. Não utilizar as áreas de cana-de-açúcar para o plantio de outras culturas num intervalo inferior a 2 anos depois da última aplicação do produto.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Sempre que houver disponibilidade de informações sobre programas de Manejo Integrado, provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes programas sejam implementados.

O uso continuado de herbicidas com o mesmo mecanismo de ação pode contribuir para o aumento de população de plantas infestantes a ele resistentes. Como prática de manejo e resistência de plantas infestantes deverão ser aplicados herbicidas, com diferentes mecanismos de ação, devidamente registrados para a cultura. Não havendo produtos alternativos recomenda-se a rotação de culturas que possibilite o uso de herbicidas com diferentes mecanismos de ação. Para maiores esclarecimentos consulte um Engenheiro Agrônomo.