Bula Stroby SC

acessos
Kresoxim-methyl
3198
Basf

Composição

Cresoxim-Metílico 500 g/L Estrobilurina

Classificação

Fungicida
III - Medianamente tóxico
II - Produto muito perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Suspensão Concentrada (SC)
Contato
Batata Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Pinta preta grande
(Alternaria solani)
0,4 L p.c./ha 500 a 1000 L de calda/ha - 7 dias. 7 dias. A aplicação deve ser efetuada preventivamente entre 40 a 50 dias do plantio ou no início da tuberização
Crisântemo Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Ferrugem branca
(Puccinia horiana)
30 mL p.c./100L água 700 a 1000 L de calda/ha - 7 dias. Uso não alimentar. A aplicação deve ser efetuada preventivamente
Maçã Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Sarna da maçã
(Venturia inaequalis)
20 mL p.c./100L água 1000 L de calda/ha - Deverá ser aplicado em blocos de 3 aplicações consecutivas, respeitando o intervalo de aplicação de 8 a 12 dias entre aplicações. 35 dias. Deverá ser realizado com tratamentos preventivos devendo ser aplicado a partir do estádio fenológico de “ponta verde” em diante
Melão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Sphaerotheca fuliginea)
0,2 L p.c./ha 500 a 1000 L de calda/ha - Máximo de três aplicações com intervalos semanais. 7 dias. A aplicação deve ser efetuada preventivamente
Pepino Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Sphaerotheca fuliginea)
0,3 L p.c./ha 500 a 1000 L de calda/ha - Máximo de três aplicações com intervalos semanais. 7 dias. A aplicação deve ser efetuada preventivamente
Rosa Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mancha negra
(Diplocarpon rosae)
30 mL p.c./100L água 700 a 1000 L de calda/ha - 7 dias. Uso não alimentar. A aplicação deve ser efetuada preventivamente
Oídio
(Sphaerotheca pannosa)
30 mL p.c./100L água 700 a 1000 L de calda/ha - 7 dias. Uso não alimentar. A aplicação deve ser efetuada preventivamente
Tomate Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Pinta preta grande
(Alternaria solani)
0,4 L p.c./ha 1000 L de calda/ha - 7 dias. 3 dias. A aplicação deve ser efetuada preventivamente entre 40 a 50 dias do plantio ou do transplante
Uva Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Uncinula necator)
0,2 L p.c./ha 500 a 1000 L de calda/ha - 10 a 12 dias. 21 dias. A aplicação deve ser efetuada preventivamente no início do florescimento

Embalagens: 200, 250 e 500 ml; 1 e 5 L.

INSTRUÇÕES DE USO: STROBY SC atua como inibidor do transporte de elétrons nas mitocôndrias das células dos fungos, inibindo a formação de A TP , essencial nos processos metabólicos dos fungos.

STROBY SC apresenta excelente ação protetiva devido a sua atuação na inibição da germinação dos esporos, desenvolvimento e penetração dos tubos germinativos.

NÚMERO/ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO:

MAÇÃ: O controle da sarna (Venturia inaequalis), deverá ser realizado com tratamentos preventivos (pré-infecção), devendo ser aplicado, a partir do estádio fenológico de "ponta verde" em diante. STROBY SC deverá ser aplicado em blocos de 3 aplicações consecutivas, respeitando o intervalo de aplicação de 8 a 12 dias, entre aplicações, dependendo da pressão de infecção, das condições climáticas e do desenvolvimento das folhas. Caso exista na região, "Estação de Aviso", aplicar o produto até 72 horas após o alarme.

BATATA: A aplicação deve ser efetuada preventivamente entre 40 a 50 dias do plantio ou no início da tuberização e repetida se necessário, em intervalos semanais.

TOMATE: A aplicação deve ser efetuada preventivamente entre 40 a 50 dias do plantio ou do transplante, e repetida se necessário, em intervalos semanais.

PEPINO: A aplicação deve ser efetuada preventivamente e repetida se necessário, em intervalos semanais., restringindo-se a um máximo de 3 aplicações durante o ciclo.

MELÃO: A aplicação deve ser efetuada preventivamente, no início do florescimento e repetida se necessário, em intervalos semanais, restringindo-se a um máximo de 3 aplicações por ciclo.

VIDEIRA: A aplicação deve ser efetuada preventivamente no início do florescimento e repetida se necessário, em intervalos de 10 a 12 dias.

CRISÂNTEMO e ROSA: A aplicação deve ser efetuada preventivamente e repetida se necessário, em intervalos semanais.

MODO DE APLICAÇÃO: STROBY SC deve ser diluído em água e aplicado por pulverização sobre as plantas a proteger, de modo que haja uma boa cobertura das mesmas.

INTERVALO DE SEGURANÇA: Maçã: 35 dias. Batata: 7 dias. Tomate: 3 dias. Pepino: 7 dias. Pepino: 7 dias. Melão: 7 dias. Videira: 21 dias. Ornamentais: Uso não alimentar.

LIMITAÇÕES DE USO: Não há limitação de uso quando utilizado de acordo com as recomendações constantes na bula.

INFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE APLICAÇÃO A SEREM USADOS: Pulverizadores: costais, estacionários, montados ou tracionados por trator, turbinados. Usar bicos de jato cônico com abertura e com pressão que permitam a aplica��ão dos volumes de calda indicados.


INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS: Recomenda-se aguardar o completo secamento do produto sobre as folhas das plantas tratadas; utilizar os equipamentos de proteção individual recomendados pelo Ministério da Saúde.

PRECAUÇÕES GERAIS: Produto para uso exclusivamente agrícola. Transportar o produto isolado de alimentos, rações, medicamentos, animais e pessoas. Ao abrir a embalagem, faça de maneira a evitar respingos. Não coma, não beba e não fume durante o manuseio do produto. Não utilize equipamento com vazamento. Não desentupa bicos, orificios e válvulas com a boca. Não distribua o produto com as mãos desprotegidas. Não utilize Equipamentos de Proteção Individual (EPI) danificados.

PRECAUÇÕES NO MANUSEIO: Use protetor Ocular -se houver contato do produto com os olhos, lave-os imediatamente, VEJA PRIMEIROS SOCORROS. Use máscara cobrindo o nariz e a boca - caso o produto seja inalado ou aspirado, procure local arejado e VEJA PRIMEIROS SOCORROS. Use Luvas de Borracha - ao contato do produto com a pele, lave-a imediatamente e VEJA PRIMEIROS SOCORROS. Ao abrir a embalagem, faça de modo a evitar respingos - use macacão com mangas compridas, óculos protetores ou viseira facial, luvas, botas, avental impermeável e máscara protetora especial provida de filtro adequado.

PRECAUÇÕES DURANTE A APLICAÇÃO: Evite o máximo possível o contato com a área de aplicação. Não utilize equipamento com vazamentos. Não desentupa bicos, orificios, válvulas, tubulações, etc., com a boca. Aplique o produto somente nas doses recomendadas e observe o intervalo de segurança. Não aplique o produto na presença de ventos ou nas horas mais quentes. O produto produz neblina, use máscara cobrindo o nariz e a boca, macacão com mangas compridas, óculos protetores, chapéu de aba larga, luvas e botas impermeáveis.

PRECAUÇÕES APÓS A APLICAÇÃO: Não reutilize a embalagem vazia. Mantenha o restante do produto em sua embalagem original adequadamente fechado em local trancado, longe do alcance de crianças e animais. Evite ao máximo o contato com a área já aplicada do produto até o término no intervalo de reentrada. Dar manutenção necessária nos equipamentos de segurança. Atentar para o período de vida útil dos filtros, seguindo corretamente as especificações do fabricante. Após a utilização do produto, remova as roupas protetoras e lave-as separada das roupas doméstica, e tome banho.

PRIMEIROS SOCORROS: Em caso de ingestão acidental, NÃO PROVOQUE VÔMITO, se a vítima estiver consciente administre 2-3 copos de água e procure imediatamente o médico levando a embalagem, rótulo, bula e receituário agronômico do produto. Em caso de contato com os olhos, lave-os imediatamente com água corrente em abundância e procure imediatamente o médico levando a embalagem, rótulo, bula e receituário agronômico do produto. Em caso de contato com a pele, remova roupas e sapatos contaminados e lave imediatamente com água e sabão em abundância e, procure um médico, levando a embalagem, rótulo, bula e receituário agronômico do produto. Em caso de inalação, remova o paciente para local arejado, procure um médico levando a embalagem, rótulo, bula e receituário agronômico do produto.

ANTÍDOTOS E TRATAMENTO (INFORMAÇÕES PARA MÉDICOS): Entrar em contato imediatamente com a BASF S.A. Não há antídoto específico conhecido. Tratamento sintomático de acordo com o quadro clínico. Nos casos de ingestão utilizar catártico salino e carvão ativado.

TELEFONES PARA OS CASOS DE EMERGÊNCIA: BASF Guaratinguetá/SP: (0800) 11.2273 ou (OXX12) 528-1357.

CENTROS DE INFORMAÇÕES TOXICOLÓGICAS: São Paulo-SP: (011) 275.5311. Porto Alegre-RS: (051) 229.9203/223.6110/223.6417. Campinas-(UNICAMP): (019) 289.3128 / 289.7555.

MECANISMO DE AÇÃO, ABSORÇÃO E EXCREÇÃO: O Kresoxim methyl atua como inibidor do transporte de elétrons nas mitocôndrias das células dos fungos, inibindo a formação de ATP. Não há mecanismo de ação descrito para humanos. Em animais de laboratório o Kresoxim methyl foi absorvido pelo trato gastrointestinal, metabolizado pelo figado e seus metabólitos são excretados através da urina, bile e das fezes. Não houve acúmulo da substância nos tecidos e órgãos.

EFEITOS AGUDOS: STROBY SC não se mostrou irritante para olhos e pele de coelhos. Em cobaias o produto não apresentou potencial sensibilizante dérmico.

Foram conduzidos teste em animais de laboratório, e o produto STROBY@ SC apresentou DL50 aguda oral (ratos) >5.000 mg/kg massa corporal; DL50 aguda dern1al (ratos) > 4.000 mg/kg massa corporal.

SINTOMAS DE ALARME: Não são conhecidos sintomas de alarme, sendo recomendado a suspensão do uso do produto se surgirem quaisquer sintomas durante a sua manipulação.

EFEITOS CRÔNICOS: Foram realizados testes de mutagenicidade em células de bactérias e micronúcleos e em ambos os experimentos o resultado obtido foi negativo. Nos estudos de teratogenicidade e reprodução conduzidos com animais de laboratórios o resultado obtido foi negativo.

Testes sub-crônicos e crônicos foram conduzidos em animais de laboratório, sendo que o produto não apresentou potencial carcinogênico. Após a administração de altas concentrações do produto, foram encontrados alguns efeitos em ratos e camundongos, tais como: redução da massa corporal, aumento relativo de alguns órgãos, entre outros.

EFEITOS COLATERAIS: Por não ser de finalidade terapêutica, não há como caracterizar efeitos colaterais.

PRECAUÇÕES DE USO E ADVERTÊNCIAS QUANTO AOS CUIDADOS DE PROTEÇÃO AO MEIO AMBIENTE: Este produto é: Muito Perigoso Ao Meio Ambiente (Classe II). Este produto é ALTAMENTE PERSISTENTE no meio ambiente. Este produto é ALTAMENTE TÓXICO para organismos aquáticos. Evite a contaminação ambiental -Preserve a Natureza. Não utilize equipamento com vazamentos. Não aplique o produto na presença de ventos fortes ou nas horas mais quentes. Aplique somente as doses recomendadas. Não lave embalagens ou equipamento aplicador em lagos, fontes, rios e demais corpos d'água. Descarte corretamente as embalagens e restos do produto.

INSTRUÇÕES DE ARMAZENAMENTO DO PRODUTO, VISANDO SUA CONSERVAÇÃO E PREVENÇÃO CONTRA ACIDENTES: Mantenha o produto em sua embalagem original, sempre fechada. O local deve ser exclusivo para produtos tóxicos, devendo ser isolado de alimentos, bebidas ou outros materiais. A construção deve ser de alvenaria ou de material não comburente. O local deve ser ventilado, coberto e ter piso impermeável. Coloque placa de advertência com os dizeres: CUIDADO VENENO. Tranque o local, evitando o acesso de pessoas não autorizadas, principal crianças. Deve haver sempre embalagens adequadas disponíveis, para e embalagens rompidas ou para o recolhimento de produtos vazados. Em caso de armazéns, deverão ser seguidas as instruções constantes da NBR 9843. Observe as disposições constantes da legislação estadual e municipal.

INSTRUÇÕES EM CASO DE ACIDENTES: Isole e sinalize a área contaminada. Contate as autoridades locais competentes e a Empresa BASF S.A. Telefones de Emergência: 0800-112273 ou (12) 528-1357. Utilize o equipamento de proteção individual -EPI (macacão de PVC, luvas e botas de borracha, óculos protetores e máscara contra eventuais vapores). Em caso de derrame, estancar o escoamento, não permitindo que o produto entre em bueiros, drenos ou corpos d'água. Siga as instruções abaixo:

Piso pavimentado: absorver o produto com serragem ou areia, recolher o material com auxílio de uma pá e colocar em recipiente lacrado e identificado devidamente. O produto derramado não deverá ser mais utilizado. Neste caso, contate a empresa ou, o distribuidor ou qualquer representante da empresa na região. O produto deverá ser desativado conforme orientações de destinação de resíduos e embalagens. Lave o local com grande quantidade de água;

Solo: retire as camadas de terra contaminada até atingir o solo não contaminado e adote os mesmos procedimentos acima descritos para recolhimento e destinação
adequada;

Corpos d'água: interrompa imediatamente a captação para o consumo humano e animal e contacte o centro de emergência da empresa, visto que as medidas a serem adotadas dependem das proporções do acidente, das características do recurso hídrico em questão e da quantidade do produto envolvido.

Em caso de incêndio, use extintores de água em forma de neblina, CO2 ou pó químico, ficando a favor do vento para evitar intoxicação.

DESTINAÇÃO DE RESÍDUOS E EMBALAGENS: As embalagens rígidas devem ser enxaguadas três vezes (tríplice lavagem) e a calda resultante acrescentada à preparação para pulverização. Não reutilize embalagens. As embalagens devem ser perfuradas, de maneira a torná-las inadequadas para outros usos (Obs: exceto em caso de existência do recolhimento das mesmas pela empresa). Observe as legislações Estadual e Municipal específicas. Fica proibido enterrar embalagens. Consulte o Órgão Estadual de Meio Ambiente. Para desativação de restos de produto contate a empresa BASF S.A. e o Órgão Estadual de Meio Ambiente. A desativação do produto é feita através de incineração em fornos destinados para este tipo de operação e aprovados pelo órgão estadual responsável, equipados com câmaras de lavagem de gases efluentes.

Manejo integrado é a associação de medidas de controle que visa atender os aspectos econômicos, ecológicos e sociológicos.
Dentre os princípios de manejo integrado, podemos destacar as seguintes práticas: utilizar sementes/material de propagação sadios, trabalhar com materiais resistentes/tolerantes sempre que possível, realizar adubação adequada, praticar sempre rotação de culturas e utilizar o tratamento fitossanitário, quando recomendado através de diagnose correta do problema.

Seguir as recomendações atualizadas de manejo de resistência do FRAC-BR (Comitê de Ação a Resistência à Fungicidas - Brasil) - Qualquer agente de controle de doenças pode ficar menos efetivo ao longo do tempo devido ao desenvolvimento de resistência. O Comitê Brasileiro de Ação a Resistência à Fungicidas (FRAC-BR) recomenda as seguintes estratégias de manejo de resistência visando prolongar a vida útil dos fungicidas:
- Qualquer produto para controle de doenças da mesma classe ou de mesmo modo de ação não deve ser utilizado em aplicações consecutivas do mesmo patógeno, no ciclo da cultura.
- Utilizar somente as doses recomendadas no rótulo/bula.
- Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para orientação sobre as recomendações locais para o manejo de resistência.

Compatibilidade

Não se conhecem casos de incompatibilidade.