Bula Toucan 250 FS - Rotam

Bula Toucan 250 FS

Fipronil
22517
Rotam

Composição

Fipronil 250 g/L

Classificação

Inseticida
III - Produto Moderadamente Tóxico
II - Produto muito perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Suspensão Concentrada para Tratamento de Sementes (FS)
Contato, Ingestão

Algodão

Frankliniella schultzei (Tripes)

Arroz

Oryzophagus oryzae (Bicheira da raiz do arroz)

Feijão

Diabrotica speciosa (Vaquinha verde amarela)

Milho

Phyllophaga cuyabana (Coró da soja)

Soja

Sternechus subsignatus (Tamanduá da soja)

Trigo

Diloboderus abderus (Larva pão de galinha)

Tipo: Bombona
Material: Plástico
Capacidade: 5; 20 L.

Tipo: Frasco
Material: Plástico
Capacidade: 1; 5 L.

Tipo: Tanque
Material: Aço-inox/Plástico
Capacidade: 100; 200; 500; 1.000; 1.500; 2.000; 5.000; 10.000 L.

Tipo: Tanque
Material: Fibra de papel com bolsa plástica interna
Capacidade: 1; 5; 10; 20; 100; 200; 500; 1.000; 1.500; 2.000 L.

TOUCAN® 250 FS é um inseticida com ação de ingestão e contato, pertencente ao grupo químico dos Pirazóis e indicado para o controle de pragas através do tratamento de sementes nas culturas de Algodão, Arroz, Feijão, Milho, Soja e Trigo. Atua como um potente bloqueador de canais de cloro mediados pelo GABA. Insetos resistentes ou tolerantes à piretroide, ciclodione, organofosforados e/ou inseticidas carbamatos são suscetíveis a fipronil.
CULTURAS:
Algodão, Arroz, Feijão, Milho, Soja e Trigo.
MODO DE APLICAÇÃO:
Agitar a embalagem do produto TOUCAN® 250 FS antes do preparo da calda de aplicação e adicionar a dose recomendada ao volume de água indicado na tabela. Para a aplicação, utilizar equipamentos como tambor giratório, pá sobre lonas, betoneiras ou equipamentos específicos para aplicação de produto em sementes. Colocar as sementes no equipamento e adicionar metade da dose indicada para a cultura misturando bem. Adicionar o restante da dose misturando novamente até que haja uma perfeita distribuição e cobertura das sementes. Após o tratamento deixar as sementes secarem à sombra e proceder à semeadura.
Atenção: No tratamento de sementes destinadas ao plantio, as sementes tratadas devem ser utilizadas única e exclusivamente para o plantio, não podendo ser utilizadas para o consumo humano ou animal. Não deixar sementes tratadas expostas na superfície do solo. Lavagem do equipamento: Somente utilize equipamentos limpos e devidamente conservados. Após aplicação do produto, realizar lavagem completa dos equipamentos utilizados. Adote todas as medidas de segurança durante a limpeza e utilize os mesmos equipamentos de proteção individual recomendados para aplicação do produto. Não limpe o equipamento próximo às nascentes, fontes de água ou plantas úteis. Descarte os resíduos da limpeza de acordo com a legislação Estadual e/ou Municipal vigente na região da aplicação.
INTERVALO DE SEGURANÇA:
Algodão, Arroz, Feijão, Milho, Soja e Trigo: Intervalo de segurança não determinado devido à modalidade de emprego (tratamento de sementes).
INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS:
Não determinado devido à modalidade de emprego (tratamento de sementes). Caso necessite entrar na área logo após a semeadura, utilize os equipamentos de proteção individual (EPI’s) recomendados para o uso durante a aplicação.
LIMITAÇÕES DE USO:
• Uso exclusivamente agrícola.
• Consulte sempre um Engenheiro Agrônomo.
• É obrigatório o uso do TOUCAN® 250 FS somente nas indicações constantes na bula.
• O tratamento de sementes com TOUCAN® 250 FS deve ser efetuado em local específico e arejado, com equipamentos apropriados para tratamento de sementes.
• Utilizar somente sementes limpas, livres de impurezas e poeira, e de boa qualidade, com alto poder germinativo.
• Sementes tratadas não podem ser utilizadas para alimentação humana ou animal.
• Não é recomendada a mistura de TOUCAN® 250 FS com produtos de reação fortemente alcalina (Hormônios, fertilizantes, estimuladores de crescimento, etc.), como com qualquer outro agrotóxico.
• Proceder à regulagem das semeadoras com as sementes já tratadas, pois poderá haver alteração na fluidez das mesmas.
• Para as culturas de soja e feijão utilizar no máximo 600mL da calda inseticida para 100kg de sementes, pois poderá haver absorção de excesso de umidade pelo tegumento, alterando a qualidade das mesmas quanto à germinação e vigor vegetativo.
• Quando este produto for utilizado nas doses recomendadas, não causará danos às culturas indicadas.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Sempre que houver disponibilidade de informações sobre MIP provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes programas sejam implantados.

A resistência de pragas a agrotóxicos ou qualquer outro agente de controle pode tornar-se um problema econômico, ou seja, fracassos no controle da praga podem ser observados devido à resistência. O inseticida TOUCAN® 250 FS pertence ao grupo 2B (bloqueador de canais de cloro mediados pelo GABA –fenilpirazois) e o uso repetido deste inseticida ou de outro produto do mesmo grupo pode aumentar o risco de desenvolvimento de populações resistentes em algumas culturas. Para manter a eficácia e longevidade do TOUCAN® 250 FS como uma ferramenta útil de manejo de pragas agrícolas, é necessário seguir as seguintes estratégias que podem prevenir, retardar ou reverter a evolução da resistência: Adotar as práticas de manejo para inseticidas, tais como:
• Rotacionar produtos com mecanismo de ação distinto do Grupo 2B. Sempre rotacionar com produtos de mecanismo de ação efetivos para a praga alvo.
• Adotar outras táticas de controle, previstas no Manejo Integrado de Pragas (MIP) como rotação de culturas, controle biológico, controle por comportamento, etc., sempre que disponível e apropriado;
• Utilizar as recomendações e da modalidade de aplicação de acordo com a bula do produto;
• Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para o direcionamento das principais estratégias regionais para o manejo de resistência e para a orientação técnica na aplicação de inseticidas; e
• Informações sobre possíveis casos de resistência em insetos e ácaros devem ser encaminhados para o IRAC-BR (www.irac-br.org.br), ou para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (www.agricultura. gov.br).