Colheita chega a 35% e RS finalmente tem soja
CI
Imagem: Divulgação
MERCADO

Colheita chega a 35% e RS finalmente tem soja

No Paraná existe pouca coisa saindo e Paranaguá sobe 0,5%
Por: -Leonardo Gottems

Os preços da soja caíram um pouco, mas isso de forma alguma preocupa o mercado, pois finalmente há soja spot para comprar no Rio Grande do Sul, de acordo com a TF Agroeconômica. Nesta segunda-feira, alguns volumes expressivos foram negociados no Estado. “O mercado confirmou ao menos 50 mil toneladas de soja negociadas spot no porto, isso a preços de R$173,50 durante o pregão.  Quanto aos preços de pedra, continuam altíssimos, variando entre R$164,00 e R$166,00, deixando os armazenadores sem margem, quando não no negativo”, comenta. 

No Paraná existe pouca coisa saindo e Paranaguá sobe 0,5%. “Os  preços  estão  muito  altos  no  Paraná,  a  esses  níveis  há  pouca  demonstração  de  interesse  pelas  tradings  que oferecem pagamentos de R$3,00 à R$4,00 menores do que as pedidas. No  porto  a  maioria  das  ofertas  chega  à  R$178,00  e algumas chegam até à R$180,00. No  entanto,  mais  para  o  interior  as  ofertas  estão rodando próximas de R$168,00 com um pequeno lote saindo em São João do Ivaí à R$167,00”, completa. 

No Mato Grosso do Sul a colheita finalmente terminou e os preços subiram 2%. “Embora os preços tenham subido consideravelmente e a  colheita  terminado,  os  negócios  continuam  quietos, não foram relatados muitos volumes se movimentando, apenas pequenos lotes. Ademais,  é  esperado  que  os  negócios  melhorem  no decorrer  da  semana  pois  com  essa  valorização  de  até R$4,00  por  saca  de  soja  deve  chamar  alguma  atenção  dos  vendedores  e  tendo  terminado  a  colheita  e  o  pico  dos preços dos fretes não há por que ignorar o mercado”, indica. 

Em Minas Gerais, a colheita também está encerrada. “Em Minas Gerais a colheita finalmente chegou ao fim e com isso toda a soja para contratos antecipados já está à disposição, o que não foi entregue será em breve, visto que basicamente toda a mercadoria vai para uma única empresa”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink