Dólar tem efeito contrário no milho da B3
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
PREÇOS

Dólar tem efeito contrário no milho da B3 

Em Chicago, o milho recua forte com possibilidade de aumento da safra, menor uso e queda do petróleo
Por: -Leonardo Gottems

De acordo com informações que foram divulgadas pela TF Agroeconômica, o dólar tem efeito contrário na B3 em um mercado importador de milho. “Em padrões normais, um dólar na casa de R$ 5,40 significaria uma alta nas bolsas de mercadorias relacionadas às commodities, já que, em teoria, a exportação estaria mais aquecida. Esta semana, porém, o movimento se confirmou contrário e, pelo quarto dia consecutivo, a B3 apresentou baixas em suas cotações”, comenta. 

“Analistas  afirmam  ver  um  mercado bem  ofertado  e  traders  continuam  considerando  a conta  da paridade de importação do milho  em  suas análises,  onde  hoje  tem-se  milho  importado,  por exemplo, a cerca de R$ 92,00 a saca, cerca de 10,68% abaixo dos preços do milho  local  posto nas fábricas de ração”, completa a consultoria. “Com isto, as cotações do milho na B3 para setembro fecharam  em  queda  de  R$  1,06/saca  no  dia  e  de R$ 3,88  na  semana  a  R$  95,88/saca.  Para  novembro, recuaram R$ 1,11 no dia e R$ 3,80 na semana para R$ 96,49 e para janeiro22 recuaram R$ 0,86 no dia e R$ 3,59 na semana para R$ 98,00. Veja os demais fechamentos na tabela acima”, indica. 

Em Chicago, o milho recua forte com possibilidade de aumento da safra, menor uso e queda do petróleo. “O milho fechou em forte queda de 11,25 cents/bushel ou 2,05% para setembro a $ 538,75. Levantamentos  de  campo  do  Pro  Farmer  Crop  Tour indicaram  projeções  de  produção  bem  superiores  às propostas  pelo  último  USDA  (383  milhões  de toneladas vs. 374 milhões de toneladas). Além disso, o temor  de  menor  consumo  interno  para  a  produção de etanol pressionou os preços. O  petróleo manteve tendência de queda, operando na mesma direção”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.