EUA vendeu todo milho exportação faltando 5 meses para nova safra

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia nossos Termos de Uso e Termos de Privacidade. Ao clicar em Aceitar & Fechar, você consente com a utilização de cookies.


CI
Imagem: Leonardo Gottems
DEMANDA CHINESA

EUA vendeu todo milho exportação faltando 5 meses para nova safra

Boa notícia para produtores é que a demanda não parece que vá arrefecer
Por: -Leonardo Gottems

Os Estados Unidos esgotaram quase todo o saldo exportável esperado para este ano comercial no milho faltando mais de cinco meses para a entrada da nova safra, aponta a agência Valor Soja. Esta semana, o USDA (Departamento de Agricultura dos EUA) indicou que o comprometimento do saldo exportado projetado está em  98%, sendo a maioria destinado ao mercado chinês.

“Uma vez esgotado o saldo exportado esperado, os EUA terão que usar seus estoques domésticos se quiserem continuar fornecendo a demanda internacional, que, segundo o USDA, é de 38,1 milhões de toneladas. O número pode parecer avultado, mas vale considerar que o estoque final de milho dos EUA na temporada anterior tinha sido de 48,7 milhões de toneladas e há dois anos 56,4 milhões. Em outras palavras, foi progressivamente reduzido diante da maior demanda asiática em geral e da China em particular”, comenta o Valor Soja.

Em função disso, os especuladores de fundos de investimento agrícolas com futuros na Bolsa de Chicago liquidam algumas posições de milho para garantir lucros, ao mesmo tempo que fazem novas “apostas de alta” em contratos futuros. 

De acordo com a agência, a boa notícia para os produtores de milho é que a demanda não parece que vá arrefecer, uma vez que está alicerçada pela “mudança de hábitos alimentares na nova classe média global, que está localizada principalmente na Ásia, mas também presente no Oriente Médio e na África. Devido à firmeza do consumo global – particularmente da China – o estoque global de cereais não só não crescerá, como provavelmente cairá no final da campanha de 2021/22”.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink