Falta de apetite da China rebaixa preços da soja

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia nossos Termos de Uso e Termos de Privacidade. Ao clicar em Aceitar & Fechar, você consente com a utilização de cookies.


CI
Imagem: Divulgação
NEGÓCIOS

Falta de apetite da China rebaixa preços da soja

As ofertas foram ligeiramente mais baixas na terça-feira
Por: -Leonardo Gottems

No mercado de cargas da soja, o ritmo de compra da China não aumentou, já que as margens de esmagamento permaneceram negativas em meio à contínua liquidação, segundo informações que foram divulgadas pela TF Agroeconômica. Nesse cenário, os preços internacionais da oleaginosa caíram. 

“Os  futuros de  óleo de soja  e farelo  de soja  de  Dalian foram  negociados  em  baixa  nesta  terça-feira,  com  o primeiro caindo cerca de 2% no dia. Uma remessa de junho foi negociada a 145 c/bu sobre os futuros de julho com base no CFR China na segunda-feira  durante  a  noite,  mas  os  compradores  e vendedores  desapareceram  em  grande  parte,  já  que não  estavam  dispostos  a  fazer  nada  antes  do lançamento do influente relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA)”, comenta a consultoria. 

As ofertas foram ligeiramente mais baixas na terça-feira, como resultado da demanda tranquila e taxas de frete mais fracas. “O embarque de abril foi oferecido a 137 c/bu sobre os futuros de maio contra nenhuma oferta firme, e as ofertas para o embarque de julho foram ouvidas a 168 c/bu sobre o futuro de julho. O  indicador  CFR  China  para  o  embarque  em  maio  da opção  mais  barata  foi  avaliado  em  132  c/bu  sobre  o futuro  de  maio,  equivalente  a  $  552/t,  queda  de  $ 9,50/t em relação à avaliação anterior”, indica. 

“Na  origem,  três  carregamentos  de  maio  foram negociados  no  mercado  de  papel  de  Paranaguá  na terça-feira a preços de menos 20 c/bu, menos 17 c/bu e menos 15 c/bu contra o futuro de maio. A  base  para  embarques  à  vista  ficou  um  pouco  mais firme em meio à valorização do real. Os embarques de abril e maio foram avaliados 3-4 c/bu mais  alto  a  menos  19  c/bu  e  menos  15  c/bu  para futuros de maio, respectivamente”, completa. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink