Soja internacional: preços recuam com alta em Chicago
CI
Imagem: Divulgação
PREÇOS

Soja internacional: preços recuam com alta em Chicago

No início do dia, uma remessa de maio foi ouvida mudando de mãos a menos 12 c/bu
Por: -Leonardo Gottems

De acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica, os preços da soja recuaram no mercado internacional, muito influenciados pela alta da queda na Bolsa de Chicago. Na origem, os prêmios no Brasil caíram ainda mais sob a pressão contínua dos futuros em alta, reforçados pela valorização do real em relação ao dólar norte-americano na sexta valorização diária da moeda nos últimos oito pregões. 

“No mercado de papel de  Paranaguá, os prêmios caíram pela  sétima sessão consecutiva  com os contratos de  maio avaliados em menos 14 c/bu sobre o futuro de maio, 16 c/bu  abaixo  da  avaliação  anterior,  enquanto  os embarques de junho caíram 9 c/bu para 15 c/bu sobre os futuros de julho. As remessas de maio corresponderam a US$ 557,50/t e as remessas de junho a US$ 568,00/t, US$ 16,75/t e US$ 19,00/t mais altas no dia, respectivamente”, comenta a consultoria. 

No início do dia, uma remessa de maio foi ouvida mudando de mãos a menos 12 c/bu sobre o futuro de maio e uma negociação de julho foi encerrada a 30 c/bu sobre o futuro de julho. “Na quarta-feira, rumores não confirmados diziam que a China comprou duas cargas brasileiras para entrega em 2022, sem maiores detalhes. Os prêmios também caíram acentuadamente no mercado FOB da Argentina, com os contratos de maio avaliados em menos  16  c/bu,  5  c/bu  mais  baixos  no  dia  e equivalendo a $ 556,75/t, enquanto os contratos mais longos caíram 13-17 c/bu no dia”, completa. 

“No mercado CFR China, as margens de esmagamento enfraqueceram nesta quinta-feira, já que os futuros de farelo  de  soja  Dalian  e  óleo  de  soja  não  conseguiram acompanhar a alta da soja na CBOT. Os  industriais  chineses  permaneceram  mudos, enquanto as casas de comércio controlavam os preços dos embarques de grãos brasileiros em julho”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink