Trigo: falta de caminhões é o maior problema
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
CEREAIS

Trigo: falta de caminhões é o maior problema 

Já o Paraná tem moinhos abastecidos, interessados apenas em janeiro e fevereiro
Por: -Leonardo Gottems

No mercado de trigo do Rio Grande do Sul a falta de caminhões, que eleva o frete, é o maior problema, de acordo com a TF Agroeconômica. “No mercado, um dia extremamente calmo, sem negócio reportados. Foco segue em entregar/carregar aquilo que já está contratado. Moinhos fora  de mercado. Preços de pedra em Panambi foram cotados em R$ 83,00 (inalterado). No mercado de exportação tanto para trigo milling como ara trigo feed não houve indicações. Trigo de ração (PH 72 acima), que era a grande esperança de redução da disponibilidade, acabou sem indicação e até com alguns cancelamentos”, comenta. 

Em Santa Catarina, o mercado está inalterado, mas parado, por falta de caminhões para entrega. “Trigo  gaúcho  pedidas estão em mínimo  R$   1.585,00  +135 frete até o leste do estado. Trigo  paranaense,  dependendo  do  frete,  pode  ser competitivo.  A  exportação  continua  ofertando  em  Santa  Catarina, R$  1.520/t  no  porto  de  Imbituba,  para  início  de janeiro, o que equivaleria a R$ 1.420,00 ou um pouco mais no interior ou R$ 88,00/saca, embora muitos agricultores queiram acima de R$ 90,00/saca. Ofertas de trigo de SC para o PR a R$ 1.620+ICMS CIF”, completa a consultoria. 

Já o Paraná tem moinhos abastecidos, interessados apenas em janeiro e fevereiro. “Com  relação  ao  mercado,  continua  tudo  igual,  enquanto houver  disponibilidade  de  trigo  nacional.  Negócios pontuais  da  mão  para  boca  a  R$  1.700,00  a  1.730,00 FOB.  Vendedores  com  poucas  ofertas  de  R$  1.750,00, pagamento janeiro de 2022. Moinhos  bem  abastecidos  indicando  no  R$  1.680,00 para entrega e pagamento janeiro posto Ponta Grossa. No Oeste, poucas ofertas, todas acima de R$ 1.650 FOB, que  não  satisfazem  os  moinhos.  No  Sudoeste  moinho pagando R$ 1630 CIF”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.