Trigo: RS tem cancelamentos e SC mira estado vizinho
CI
Imagem: Pixabay
CEREAIS

Trigo: RS tem cancelamentos e SC mira estado vizinho

No Paraná as ofertas continuam a R$ 1.800, mas moinhos continuam tentando comprar a R$ 1.700/1730 CIF
Por: -Leonardo Gottems

No mercado do trigo do Rio Grande do Sul, a queda do dólar reduz R$ 10,00/t no porto, enquanto foram vistos alguns cancelamentos de compras, de acordo com informações da TF Agroeconômica. “Embora muito barulho de vendas para fora do estado, a qualidade do trigo gaúcho acaba sendo um impeditivo. Muitos moinhos que compraram trigo, cancelaram contratos ou embarcaram apenas uma parte.  Exportação indicou R$ 1.620,00 porto para embarque e pagamento fevereiro. Moinhos indicaram R$ 1.650,00 CIF moinho. Vendedor pede R$ 1.600,00 ou mais interior”, comenta. 

Em Santa Catarina os moinhos continuam tentando se abastecer no RS. “Trigo gaúcho pedidas estão  no  mínimo a R$   1.600,00  +135  frete  até  o  leste  do  estado.  Relatos  de  compra entre 6-10 mil tons no RS nesta sexta-feira. A exportação não  está mais  demandando  trigo para  o porto de Imbituba-SC. Os  preços  pagos  aos  agricultores  oscilam  entre  R$ 88,00/saca em Chapecó a R$ 83,50 em Concórdia”, completa. 

No Paraná as ofertas continuam a R$ 1.800, mas moinhos continuam tentando comprar a R$ 1.700/1730 CIF. “Mais  vendedores  estão  pedindo  R$1.800,00-  alguns FOB, outros CIF, mas não soubemos de novos negócios nesta terça-feira. Evidentemente  que  todos  os  moinhos  continuam tentando se cobrir a preços ao redor de R$ 1.730/1750 CIF, mas cada vez com menos sucesso. As indústrias de ração também no Paraná começaram a fazer contas sobre a possibilidade de uso de trigo nas suas formulações, embora ainda não tenhamos notícias de negócios realizados”, indica. 

“Com pouca ou nenhuma disponibilidade, porque suas safras foram duramente atingidas, primeiro pela seca e depois pelo excesso de chuvas de setembro, os estados de SP, MG, GO e MS estão com preços estáveis.  Em São Paulo, o último preço disponível no atacado em Itaberá foi de R$ R$ 104,40/saca; de R$ 104,40 em Itararé, R$ 108,00 em Paranapanema e R$ 104,40 em Taquarituba, recuo de 1,04%. Em Minas Gerais, se manteve em R$ 108,00 em Iraí de Minas”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.