Podridão mole (Rhizopus stolonifer)
CI

Podridão mole

Podridão de rhizopus (Rhizopus stolonifer)

Culturas Afetadas: Cenoura, Figo, Mamão, Pêssego

É uma podridão importante em pós colheita, atacando diversas culturas como cenoura, figo, graviola, mamão, pessegueiro e nectarineira. Esta doença ocorre durante todo o ano, sendo mais frequente durante o período chuvoso. Flores e frutos são atacados em qualquer estágio de desenvolvimento, ocorrendo maior incidência principalmente nas fases de colheita e pós colheita.

Danos: Rhizopus stolonifer causa podridão mole e aquosa na polpa do fruto e produz esporos em abundância na sua parte externa. Os esporos de R. stolonifer só penetram no tecido através de ferimentos. A temperatura ótima para seu crescimento está entre 15ºC e 23ºC. Umidade elevada é indispensável para a infecção, que pode ocorrer nos frutos ainda no pomar, se as condições forem favoráveis. Frutos devem ser armazenados em câmaras frigoríficas e tratados em pré e/ou pós-colheita com dicloran ou iprodione.

Controle: Como medida geral deve-se evitar ao máximo as injúrias causadas nas operações de colheita, transporte, lavagem, classificação e embalagem. As instalações, embalagens e caixas de coleta devem ser limpas e desinfestadas. Frutos que caem no chão ao serem colhidos devem ser acondicionados separadamente.
Deve-se realizar um controle efetivo das brocas da semente e do fruto.