Requeima ou (Phytophthora infestans)

Requeima

(Phytophthora infestans)

Culturas Afetadas: Batata, Cacau, Tomate, Tomate envarado, Tomate rasteiro

A requeima ou mela é a doença mais importante para diversas culturas de importância econômica, como batata, tomate e cacau. Esta pode ocorrer em todas as partes da planta como também em plântulas logo após a emergência, causando lesões marrons que gradualmente espalham-se por todos os tecidos. Ocorre praticamente em todas as áreas produtoras destas culturas.

Phytophthora infestans possui um grande número de plantas hospedeiras, principalmente da família Solanaceae, com predominância em várias espécies do gênero Solanum, sendo a batateira (Solanum tuberosum) e o tomateiro (Solanum lycopersicum) os principais hospedeiros. Pimentão (Capsicum annum), figueira do inferno (Datura stramonium), picão branco (Galinsoga parviflora), gerânio (Pelargonium hortorum), corda de viola (Ipomoea purpurea), maravilha (Mirabilis jalapa), falso-joá-de-capote (Nicandra physaloides), petúnia (Petunia hybridah), joá-de-capote (Physalis angulata), maria pretinha (Solanum nigrum), cacau (Theobroma cacao) e berinjela (Solanum melongena) são hospedeiras potencialmente importantes para as condições brasileiras. Vale destacar que apesar destas espécies terem sido descritas como hospedeiras, não há na maioria dos casos maior detalhamento quanto a importância destas espécies como fonte de inóculo.

Danos: Os sintomas iniciais são manchas pequenas, irregulares, de cor pardo-escura que em condições de temperatura entre 15 a 25°C e umidade elevada aumentam rapidamente tornando-se escuras, amarronzadas ou pretas, delimitando-se com o tecido sadio por uma estreita faixa de tecido encharcado e descolorido. Em estágio mais avançado causa necrose dos tecidos e morte dos folíolos. Sob condições de alta umidade, as frutificações do fungo apresentam um crescimento esbranquiçado na face inferior da folha.

As lesões são alongadas, semelhantes as das folhas, tendendo a anelar todo o órgão, promovendo a morte de toda porção do órgão disposta acima da lesão.

Dá-se principalmente naqueles tubérculos que estão próximos à superfície do solo, causando manchas marrons sob a epiderme e tornando-se uma podridão dura e escura de bordos definidos atingindo aproximadamente 1,5 cm de profundidade. As plantas exalam um odor putrefato característico.

Controle: Uso de variedades resistentes é a melhor forma de controle.

Para a instalação de campos de produção de batata deve-se: evitar áreas sujeitas a períodos prolongados de alta umidade, adquirir material sadio, evitar plantios sucessivos numa mesma área, realizar um bom preparo do solo, com a eliminação de restos culturais anteriores, evitar adubação nitrogenada em excesso, eliminar hospedeiras alternativas próximas ao campo de produção, evitar plantios muito adensados e realizar manejo adequado da irrigação de modo a diminuir o molhamento foliar.

Realizar pulverizações com fungicidas protetores e sistêmicos, registrados para as culturas.

Deslize o dedo na tabela abaixo para movê-la horizontalmente
Mostrando 1 até 12 de 157