Bula Actigard - Syngenta

Bula Actigard

Acibenzolar-S-metílico
9414
Syngenta

Composição

Acibenzolar-S-metílico 500 g/kg

Classificação

Terrestre
Ativador de planta
5 - Produto Improvável de Causar Dano Agudo
III - Produto perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Granulado Dispersível (WG)
Ativador de plantas

Tipo: Barrica *
Material: Aço/Ferro/Fibra de papelão/Plástico
Capacidade: 5,0; 10; 20; 40 kg.

Tipo: Caixa
Material: Cartão revestido de plástico com saco(s) interno(s) de plástico, alumínio ou material hidrossolúvel.
Capacidade: 0,1; 0,25; 0,5; 1,0; 1,2; 2,0; 3,0 kg.

Tipo: Cartucho
Material: Papelão com saco(s) interno(s) de plástico, alumínio ou material hidrossolúvel.
Capacidade: 0,1; 0,25; 0,5; 1,0; 1,2; 2,0; 3,0; 5,0 kg.

Tipo: Cartucho
Material: Papelão com frascos internos de plástico
Capacidade: 0,1; 0,25; 0,5; 1,0; 1,2; 2,0; 3,0 kg.

Tipo: Fibrolata *
Material: Fibra de papel
Capacidade: 0,5; 1,0 kg.

Tipo: Frasco
Material: Plástico(polietileno de alta densidade)
Capacidade: 0,1; 0,25; 0,5; 1,0 kg.

Tipo: Saco *
Material: Plástico (polietileno ou polipropileno)/Papel kraft
Capacidade: 1,0; 5,0; 10; 20 kg.

Tipo: Saco
Material: Alumínio com embalagem interna hidrossolúvel
Capacidade: 0,005; 0,01; 0,015; 0,025 kg.

Tipo: Saco interno
Material: Plástico/Alumínio/Hidrossolúvel
Capacidade: 0,005; 0,01; 0,015; 0,025; 0,1; 0,25; 0,5; 1,0; 1,2; 2,0; 3,0; 5,0; 10; 20; 40 kg.

(*) Estas embalagens podem conter sacos hidrossolúveis.

INSTRUÇÕES DE USO

ACTIGARD é um ativador de plantas e não tem ação direta contra os patógenos. Aplicado na parte aérea das plantas, ele ativa os seus próprios mecanismos naturais de defesa e aumenta sua resistência às doenças. Devido ao seu modo de ação particular, o produto deve ser aplicado antes da entrada dos patógenos, de forma preventiva. O produto é rapidamente absorvido pelos tecidos foliares e se transloca sistemicamente, tanto para as folhas quanto para as raízes, ativando assim a planta de forma generalizada. Efetuar as aplicações do ACTIGARD mantendo o programa rotineiro de fungicidas. Devido às suas características, o produto é indicado para o Manejo Integrado de Doenças.

MODO DE APLICAÇÃO

ACTIGARD deve ser aplicado nas dosagens recomendadas, diluído em água, para as culturas registradas.
Aplicação terrestre:
- Volume de aplicação:
Algodão 200 – 300 L/ha
Batata 300 – 500 L/ha
Cacau (mudas) 30 – 50 mL/planta, conforme desenvolvimento das mudas.
Café 400 L/ha
Citros (mudas) 30 – 50 mL/planta, conforme desenvolvimento das mudas.
Eucalipto (viveiro) 20 mL/m² ou 200 L/ha
Feijão 200 – 300 L/ha
Melão 300 – 500 L/ha
Tomate 500 – 1.000 L/ha, conforme desenvolvimento das plantas.
Trigo 150 L/ha

- Equipamentos:
O equipamento de pulverização deverá ser adequado para cada tipo de cultura, forma de cultivo e a topografia do terreno, podendo ser costal manual ou motorizado; estacionário com mangueira; turbo atomizador ou tratorizado com barra ou auto-propelido. Os tipos de bicos podem ser de jato cônico vazio ou jato plano (leque), que proporcionem um tamanho de gota com DMV (diâmetro mediano volumétrico) entre 150 a 400 µm (micrômetro) e uma densidade de gotas mínima de 20 gotas/cm². A velocidade do trator deverá ser de acordo com a topografia do terreno. A pressão de trabalho deve estar de acordo com as recomendações do fabricante do bico utilizado, variando entre 100 a 1000 Kpa (= 15 a 150 PSI).
O equipamento de aplicação deverá apresentar uma cobertura uniforme na parte tratada.
Se utilizar outro tipo de equipamento, procurar obter uma cobertura uniforme na parte aérea da cultura.
Recomenda-se aplicar com temperatura inferior a 30°C, com umidade relativa acima de 50% e ventos de 3 a 15 km/hora.

INTERVALO DE SEGURANÇA (período de tempo que deverá transcorrer entre a última aplicação e a colheita)

Algodão e Trigo: 21 dias;
Batata e Feijão: 14 dias;
Cacau (mudas) e Citros (mudas): Intervalo de segurança não determinado devido à modalidade de emprego.
Café: 28 dias;
Eucalipto (viveiro): Uso não alimentar;
Melão: 1 dia;
Tomate: 5 dias;

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

A reentrada na lavoura após a aplicação do produto, só deverá ocorrer quando a calda aplicada estiver seca (24 horas). Caso seja necessária a reentrada na lavoura antes desse período, é necessário utilizar aqueles mesmos equipamentos de proteção individual usados durante a aplicação.

LIMITAÇÕES DE USO

Não há casos de incompatibilidade conhecidos.
Fitotoxicidade para as culturas indicadas:
Quando aplicado segundo as recomendações, o produto pode ser aplicado sem risco particular de fitotoxicidade.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Sempre que houver disponibilidade de informações sobre programas de Manejo Integrado, provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes programas sejam implementados.

Não é requerida instrução de manejo de resistência, pois o produto ativa múltiplos mecanismos de defesa das plantas sobre os microrganismos.