Bula Abadin 72 EC

CI
Abamectina
19917
CropChem

Composição

Abamectina 72 g/L

Classificação

Terrestre/Aérea
Nematicida, Acaricida, Inseticida
3 - Produto Moderadamente Tóxico
II - Produto muito perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Concentrado Emulsionável (EC)
Contato, Ingestão

Algodão

Calda Terrestre Dosagem
Alabama argillacea (Curuquerê) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Polyphagotarsonemus latus (Ácaro branco) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Tetranychus ludeni (Ácaro vermelho) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Tetranychus urticae (Ácaro rajado) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Alho

Dosagem
Ditylenchus dipsaci (Nematóide-do-alho) ( veja aqui )

Batata

Calda Terrestre Dosagem
Liriomyza huidobrensis (Larva minadora) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Phthorimaea operculella (Traça da batatinha) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Café

Calda Terrestre Dosagem
Brevipalpus phoenicis (Ácaro da leprose) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Leucoptera coffeella (Bicho mineiro) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Oligonychus ilicis (Ácaro vermelho) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Citros

Calda Terrestre Dosagem
Phyllocnistis citrella (Minadora da folhas) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Phyllocoptruta oleivora (Ácaro da falsa ferrugem) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Polyphagotarsonemus latus (Ácaro branco) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Coco

Calda Terrestre Dosagem
Eriophyes guerreronis (Ácaro da necrose do coqueiro) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Crisântemo

Calda Terrestre Dosagem
Liriomyza huidobrensis (Larva minadora) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Tetranychus urticae (Ácaro rajado) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Ervilha

Calda Terrestre Dosagem
Liriomyza huidobrensis (Larva minadora) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Feijão

Calda Terrestre Dosagem
Liriomyza huidobrensis (Larva minadora) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Polyphagotarsonemus latus (Ácaro branco) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Feijão vagem

Calda Terrestre Dosagem
Liriomyza huidobrensis (Larva minadora) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Figo

Calda Terrestre Dosagem
Azochis gripusalis (Broca da figueira) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Maçã

Calda Terrestre Dosagem
Panonychus ulmi (Ácaro da macieira ) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Mamão

Calda Terrestre Dosagem
Polyphagotarsonemus latus (Ácaro branco) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Tetranychus urticae (Ácaro rajado) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Manga

Calda Terrestre Dosagem
Pinnaspis aspidistrae (Cochonilha escama farinha) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Melancia

Calda Terrestre Dosagem
Liriomyza huidobrensis (Larva minadora) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Tetranychus urticae (Ácaro rajado) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Melão

Calda Terrestre Dosagem
Liriomyza huidobrensis (Larva minadora) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Tetranychus urticae (Ácaro rajado) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Morango

Calda Terrestre Dosagem
Steneotarsonemus pallidus (Ácaro do enfezamento) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Tetranychus urticae (Ácaro rajado) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Pepino

Calda Terrestre Dosagem
Liriomyza huidobrensis (Larva minadora) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Meloidogyne incognita (Nematóide das galhas) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Meloidogyne javanica (Nematóide das galhas) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Tetranychus urticae (Ácaro rajado) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Pera

Calda Terrestre Dosagem
Tetranychus urticae (Ácaro rajado) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Pêssego

Calda Terrestre Dosagem
Tetranychus urticae (Ácaro rajado) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Pimentão

Calda Terrestre Dosagem
Polyphagotarsonemus latus (Ácaro branco) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Tetranychus urticae (Ácaro rajado) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Rosa

Calda Terrestre Dosagem
Tetranychus urticae (Ácaro rajado) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Soja

Calda Terrestre Dosagem
Helicoverpa armigera (Helicoverpa) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Polyphagotarsonemus latus (Ácaro branco) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Tetranychus urticae (Ácaro rajado) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Tomate

Calda Terrestre Dosagem
Aculops lycopersici (Ácaro do brozeamento) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Liriomyza trifolii (Larva minadora) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Meloidogyne incognita (Nematóide das galhas) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Meloidogyne javanica (Nematóide das galhas) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Phthorimaea operculella (Traça da batatinha) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Tetranychus urticae (Ácaro rajado) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Tuta absoluta (Traça do tomateiro) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Uva

Calda Terrestre Dosagem
Tetranychus urticae (Ácaro rajado) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Tipo: Bombona
Material:Plástico
Capacidade: 20;25;50;100;110;125;200 L

Tipo: Contentor intermediário
Material: Plástico com estrutura metálica
Capacidade: 500; 1.000 L

Tipo: Frasco
Material: Plástico
Capacidade: 0,2; 0,5; 1,0; 5,0; 10 L

Tipo: Isotanque
Material: Plástico com estrutura metálica
Capacidade: 500; 1.000 L

Tipo: Tambor
Material: COEX/ PEAD/ PET/ metálico/ plástico
Capacidade: 50;100;152;200;500;1.000 L

Tipo: Tanque
Material: Aço- inox/ polietileno/ polipropileno/ poliéster reforçado com fibra de vidro
Capacidade: 5.000; 10.000; 15.000; 20.000; 25.000; 30.000; 35.000; 40.000; 45.000; 50.000; 55.000; 60.000 L

INSTRUÇÕES DE USO

Culturas indicadas: O Abadin 72 EC é indicado nas culturas do algodão, alho, batata, café, citros, coco, crisântemo, ervilha, feijão, feijão-vagem, figo, maçã, manga, melancia, melão, mamão, morango, pepino, pera, pêssego, pimentão, roseira, soja, tomate e uva.

MODO DE APLICAÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE APLICAÇÃO

APLICAÇÃO TERRESTRE

Abadin 72 EC é um líquido prontamente emulsionável em água. É aplicado através de pulverizadores costais ou tratorizados de barra equipados com bicos de jato em cone da Serie X ou D como por exemplo JA-2, TXV 4 Coneejet, D2 ou similares. Os bicos regulados à pressão 80 a 200 lb/pol², deverão proporcionar gotas de 110 a 250 micras de diâmetro com densidade mínima de 40 gotas/cm². Evitar aplicação na presença de ventos fortes (acima de 10 Km/hora), nas horas mais quentes do dia (temperatura acima de 27ºC) e umidade relativa do ar abaixo de 50%. Para maiores esclarecimentos consulte um Engenheiro Agrônomo.

ALHO: TRATAMENTO POR IMERSÃO DE BULBILHOS PARA CONTROLE DE NEMATÓIDE: Fazer imersão dos bulbilhos na calda do produto na dose recomendada, durante 4 horas, antes do plantio.

PEPINO E TOMATE PARA CONTROLE DE NEMATÓIDES: Fazer uma aplicação na bandeja antes do transplantio em forma de rega, seguida de quatro aplicações em esguicho, na superfície do solo ao redor das plantas, de modo a cobrir a zona do sistema radicular. Aplicação em bandeja (antes do transplante): utilizar volume de calda de 0,5 L/m², suficiente para dar uma boa cobertura, sem escorrimento. Irrigar levemente com água, logo após a aplicação do produto. Aplicação via esguicho (pós-transplante): utilizar pulverizador costal e fazer aplicação na superfície do solo, ao redor das plantas, de modo a cobrir a zona do sistema radicular. Utilizar volume de calda de 50 a 100 mL/planta; irrigar logo após a aplicação do produto ou aplicar em solo úmido.

APLICAÇÃO AÉREA

Recomendada para as culturas Algodão, Batata, Café, Citros, Coco, Feijão, Maçã, Mamão, Melancia, Soja e Tomate.
Uso de barra ou atomizador rotativo “micronair”.
Volume de aplicação: 20 a 40L/ha.
Tamanho de gota: 100 a 300 micrômetros.
Densidade mínima de gotas: 20 a 30 gotas/cm².
Pressão de trabalho: 35 a 50 lb/pol².
Largura da faixa de deposição efetiva: 18 a 20 m.
Altura de vôo: 2 a 3 metros do topo da cultura.
No caso de aeronave equipada com barra, usar bicos (pontas) cônicos D6 a D12, com disco (core), ajustado no ângulo inferior a 45 graus.
Observações locais deverão ser feitas visando reduzir ao máximo as perdas por deriva e volatilização. Sobre outros equipamentos, providenciar uma boa cobertura de pulverização nas plantas.

INTERVALO DE SEGURANÇA

Morango, pepino, pimentão e tomate: 3 dias
Citros, figo, manga, melão, pêra e melancia: 7 dias
Batata, café, coco, feijão, maçã, mamão e soja: 14 dias
Algodão e pêssego: 21 dias
Crisântemo e roseira: Uso Não Alimentar
Alho: Não determinado devido modalidade de emprego
Ervilha e feijão-vagem: 4 dias
Uva: 28 dias

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

Aplicação foliar: Não entre na área em que o produto foi aplicado antes da secagem completa da calda (no mínimo 24 horas após a aplicação). Caso necessite de entrar antes desse período, utilize os equipamentos de proteção individual (EPIs) recomendados para o uso durante a aplicação.

LIMITAÇÕES DE USO

Fitotoxicidade para as culturas indicadas: Abadin 72 EC deve ser utilizado apenas nas doses recomendadas.
A calda deve der aplicada no mesmo dia da preparação. Não deixar a calda de um dia para o outro.
Mantenha a calda em agitação no tanque de pulverização. Não use surfactantes/adjuvantes com Abadin 72 EC em flores e plantas ornamentais.

INFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL A SEREM UTILIZADOS

Os EPI’s visam proteger a saúde dos trabalhadores e reduzir o risco de intoxicação decorrente de exposição aos agrotóxicos. Para cada atividade envolvendo o uso de agrotóxicos é recomendado o uso de EPI’s específicos descritos nas orientações para preparação da calda, durante a aplicação, após a aplicação, no descarte de embalagens e no atendimento aos primeiros socorros.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

- Rotacionar as aplicações com produtos efetivos para a praga alvo com mecanismos de ação distintos do Grupo 6.
- Aplicações sucessivas de ABADIN 72 EC podem ser feitas desde que o período residual total do “intervalo de aplicações” não exceda o período de uma geração da praga-alvo.
- Respeitar o intervalo de aplicação para a reutilização do ABADIN 72 EC ou outros produtos do Grupo 6 quando for necessário;
- Sempre que possível, realizar as aplicações direcionadas às fases mais suscetíveis das pragas a serem controladas;
- Adotar outras táticas de controle, previstas no Manejo Integrado de Pragas (MIP) como rotação de culturas, controle biológico, controle por comportamento etc., sempre que disponível e apropriado;
- Utilizar as recomendações e modalidade de aplicação de acordo com a bula do produto;
- Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para o direcionamento das principais estratégias regionais para o manejo de resistência e para a orientação técnica na aplicação de inseticidas;
- Informações sobre possíveis casos de resistência em insetos e ácaros devem ser encaminhados para o IRAC-BR (www.irac-br.org.br), ou para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (www.agricultura.gov.br).

O inseticida ABADIN 72 EC pertence ao grupo 6 (moduladores alostéricos de canais de cloro mediados pelo glutamato) e o uso repetido deste inseticida ou de outro produto do mesmo grupo pode aumentar o risco de desenvolvimento de populações resistentes em algumas culturas.
Para manter a eficácia e longevidade do ABADIN 72 EC como uma ferramenta útil de manejo de pragas agrícolas, é necessário seguir as estratégias de MIP que podem prevenir, retardar ou reverter a evolução da resistência.
GRUPO: 6 - INSETICIDA




Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.