Bula Band 500 SC - BRA
CME MILHO (SET/20) US$ 3,146 (0,96%)
| Dólar (compra) R$ 5,45 (0,70%)

Bula Band 500 SC

Flutriafol
28719
BRA

Composição

Flutriafol 500 g/L

Classificação

Terrestre/Aérea
Fungicida
Não Classificado
III - Produto perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Suspensão Concentrada (SC)
Sistêmico, Contato

Tipo: Bombona
Material: Plástico
Capacidade: 5 - 20 L
Tipo: Frasco
Material: Plástico
Capacidade: 0,5 - 1,0 L

MODO DE APLICAÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DA APLICAÇÃO:

Aplicação terrestre: pulverizadores tratorizados. Bicos de pulverização, tipo leque ou jato cônico de acordo com as recomendações dos fabricantes.
Manter a calda de pulverização, sob agitação contínua e o registro do pulverizador fechado, durante as paradas e manobras com o equipamento, de tal forma a se evitar sobreposição nas áreas tratadas.

Aplicação aérea: equipamentos: aeronaves agrícolas equipadas com barras de bicos série D, com difusor 25 a 45. A pressão: 20 a 30 lb/pol², Densidade de gotas: maior que 20 gotas/ cm². Altura de voo: 3-4 metros. Largura da faixa de deposição efetiva: de acordo com a aeronave, de modo a proporcionar uma cobertura uniforme, (aeronave Ipanema: 15 metros). Evite a sobreposição das faixas de aplicação.
Volume de calda: 10 a 40L/ha ou conforme recomendação do tipo de aeronave utilizada.

Condições climáticas: a temperatura deve estar inferior a 25ºC, a velocidade do vento em torno de 3 a 5 Km/h e a UR superior a 50%.

Ângulos dos bicos em relação à direção de voo: 135º Não permita que a deriva proveniente da aplicação atinja culturas vizinhas, áreas habitadas, leitos de rios e outras fontes de água, criações e áreas de preservação ambiental.

INTERVALOS DE SEGURANÇA:
Algodão:..................................................................................................... 21 dias
Aveia: ......................................................................................................... 14 dias
Banana: ..................................................................................................... 3 dias (aplicação foliar)
Batata: ....................................................................................................... 14 dias
Café: .......................................................................................................... 30 dias (aplicação foliar)
Café: .......................................................................................................... 120 dias (aplicação no solo)
Feijão: ........................................................................................................ 14 dias
Mamão: ...................................................................................................... 7 dias
Melão: ........................................................................................................ 10 dias
Soja: ........................................................................................................... 28 dias
Tomate:...................................................................................................... 7 dias
Trigo: .......................................................................................................... 20 dias

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS: Não entre na área em que o produto foi aplicado antes da secagem completa da calda (no mínimo 24 horas após a aplicação). Caso necessite de entrar antes desse período, utilize os equipamentos de proteção individual (EPI's) recomendados para o uso durante a aplicação.

LIMITAÇÕES DE USO:
Fitotoxicidade para as culturas indicadas: Não é fitotóxico às culturas a serem observadas dentro das doses e usos recomendados.

INFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE APLICAÇÃO A SEREM USADOS: Vide modo de aplicação.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Recomenda-se, de maneira geral, o manejo integrado das doenças, envolvendo todos os princípios e medidas disponíveis e viáveis de controle. O uso de sementes sadias, variedades resistentes, rotação de culturas, época adequada de semeadura, adubação equilibrada, fungicidas, manejo da irrigação e outros, visam o melhor equilíbrio do sistema.

Qualquer agente de controle de doenças pode ficar menos efetivo ao longo do tempo devido ao desenvolvimento de resistência. O comitê Brasileiro de Ação a Resistência a Fungicidas (FRAC-BR) recomenda as seguintes estratégias de manejo a de resistência visando prolongar a vida útil dos fungicidas:
- Utilizar a rotação de fungicidas com mecanismos de ação distintos.
- Utilizar o fungicida somente na época, na dose e nos intervalos de aplicação recomendadas no rótulo/bula.
- Incluir outros métodos de controle de doenças (ex: Resistência genética, controle cultural, biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Doenças (MID) quando disponíveis e apropriados.
- Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para orientação sobre as recomendações locais para o manejo de resistência.

GRUPO G1 FUNGICIDA

O produto BAND 500 SC, é composto por Flutriafol, que apresenta mecanismo de ação na biossíntese de esterol em membranas, pertencente ao grupo G1, segundo classificação internacional FRAC (Comitê de Ação a Resistência a Fungicidas).