Queima (Cladosporium cucumerinum)
CI

Queima

(Cladosporium cucumerinum)

Culturas Afetadas: Abóbora, Melancia, Melão, Pepino

A sarna não é uma doença comum em todas as regiões onde se cultivam as cucurbitáceas. Sua ocorrência é maior em condições de clima úmido e fresco. O pepino é a cultura mais afetada pela doença, com prejuízos elevados.

Danos: Em folhas de pepino, constatam-se áreas encharcadas que tornam-se necróticas, de contornos irregulares, cobertas de frutificações do fungo, de cor verde-oliva. Essa frutificações são bem visíveis pela manhã ou nos dias nublados e com elevada umidade. Folhas severamente atacadas apresentam deformações. Nos pecíolos e nos caules, os sintomas são semelhantes, mas os tecidos jovens são destruídos e secam. Nos frutos de pepino, os tecidos afetados apresentam depressões alongadas com bordos irregulares e rachaduras profundas, contendo tecido suberificado, recobertos por frutificação do fungo.

Controle: Em condições muito favoráveis e em variedades suscetíveis deve-se controlar a doença logo no início de seu aparecimento. Como medidas de controle recomendam-se:

a) Rotação de culturas;

b) Evitar o plantio em áreas com alta umidade ou épocas de muita neblina;

c) Aplicar fungicidas com efeito protetor.