Broca pequena do tomateiro ou Broca pequena do fruto (Neoleucinodes elegantalis)

Broca pequena do tomateiro

Broca pequena do fruto (Neoleucinodes elegantalis)

Culturas Afetadas: Berinjela, Jiló, Pimenta, Pimentão, Todas as culturas com ocorrência do alvo biológico, Tomate

Sinônimo: Leucinodes elegantalis

Estas pequenas mariposas são consideradas um dos principais problemas para a cultura do tomate por causarem prejuízos diretamente no produto comercializado. Causam prejuízos consideráveis também em outras espécies de solanáceas, como a berinjela e o pimentão.

Danos - O ataque da praga começa quando as fêmeas fertilizadas colocam seus ovos nas bases dos frutos, precisamente debaixo do cálice da flor. Ao eclodir os ovos, as larvas imediatamente perfuram o fruto, deixando uma cicatriz de entrada, mediante a qual se reconhece que o fruto está atacado pela praga. A larva permanece alimentando-se dentro do fruto e quando se aproxima da fase de pupa, sai empupando no solo, deixando no local uma ferida que permitirá a entrada de microorganismos patógenos no fruto. No Brasil a broca-pequena é responsável por uma perda média de 45% da produção nacional, chegando a atingir 100% em algumas regiões.

Controle - Uso de Inseticida biológico a base de Bacillus thuringiensis.

Deslize o dedo na tabela abaixo para movê-la horizontalmente
Mostrando 1 até 12 de 123