Bula Cobox DF - Mitsui
CME MILHO (SET/20) US$ 3,084 (-25,69%)
| Dólar (compra) R$ 5,28 (-0,55%)

Bula Cobox DF

Oxicloreto de cobre
4700
Mitsui

Composição

Equivalente em cobre metálico 500 g/kg
Oxicloreto de cobre 870 g/kg

Classificação

Terrestre
Fungicida
4 - Produto Pouco Tóxico
III - Produto perigoso
Não inflamável
Corrosivo
Granulado Dispersível (WG)
Contato

Caixas de papelão: 1 kg. Sacos de papelitros multifolhado: 1; 2,5; 3; 4; 5; 25 e 50 kg. Sacos de polietileno: 1; 2,5; 3; 4; 5; 25 e 50 kg.

INSTRUÇÕES DE USO

Cobox® DF é um fungicida cúprico, com ação bacteriostática, na forma de grânulos dispersíveis, com ação preventiva e de contato, contra fungos causadores das doenças nas culturas de batata, tomate, citros e café, dentre outras.

MODO DE APLICAÇÃO

Preparo da calda: Preparar uma calda aquosa, diluindo o produto previamente em pequena quantidade de água e despejando esta pré-diluição no tanque do pulverizador já contendo água; manter a calda sob constante agitação. Pode-se acrescentar um espalhante adesivo, se necessário.

INTERVALO DE SEGURANÇA

Sem restrições.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

Após o secamento da calda pulverizada, utilizando-se os equipamentos de proteção individual recomendados pelo Ministério da Saúde.

LIMITAÇÕES DE USO

Cobox® DF é bem tolerado pelas culturas indicadas nas doses recomendadas. Algumas espécies de curcubitáceas e de rosáceas, assim como partes tenras de plantas em desenvolvimento, podem apresentar sensibilidade ao cobre, especialmente em condições de elevada umidade e temperatura baixa.

INFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE APLICAÇÃO A SEREM USADOS

Pulverização via terrestre:
- costal: utilizar bicos cônicos das séries D,X ou equivalentes com pressão de 40 a 60 lb./pol² (p.s.i). No caso específico do tomate aplicar de 400 a 1000 litros de calda por hectare, de acordo com o estágio da cultura.
- mecanizada: quando aplicar com barra, usar bico cônico das séries D,X ou equivalente, com pressão de 40 a 60 lb/pol² (p.s.i.) nos bicos. No caso específico de frutíferas, poderá ser usado equipamento do tipo pistola ou turbo atomizador.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Manejo integrado é a associação de medidas de controle que visa atender os aspectos econômicos, ecológicos e sociológicos. Dentre os princípios de manejo integrado, podemos destacar as seguintes práticas: utilizar sementes/material de propagação sadios, trabalhar com materiais resistentes/tolerantes sempre que possível, realizar adubação adequada, praticar sempre rotação de culturas e utilizar o tratamento fitossanitário, quando recomendado através de diagnose correta do problema.

O uso sucessivo de fungicidas do mesmo mecanismo de ação para o controle do mesmo alvo pode contribuir para o aumento da população de fungos causadores de doenças resistentes a esse mecanismo de ação, levando a perda de eficiência do produto e consequente prejuízo. Como prática de manejo de resistência e para evitar os problemas com a resistência dos fungicidas, seguem algumas recomendações:
• Alternância de fungicidas com mecanismos de ação distintos do Grupo M01 para o controle do mesmo alvo, sempre que possível;
• Adotar outras práticas de redução da população de patógenos, seguindo as boas práticas agrícolas, tais como rotação de culturas, controles culturais, cultivares com gene de resistência quando disponíveis, etc;
• Utilizar as recomendações de dose e modo de aplicação de acordo com a bula do produto;
• Sempre consultar um engenheiro agrônomo para o direcionamento das principais estratégias regionais sobre orientação técnica de tecnologia de aplicação e manutenção da eficácia dos fungicidas;
• Informações sobre possíveis casos de resistência em fungicidas no controle de fungos patogênicos devem ser consultados e, ou, informados à: Sociedade Brasileira de Fitopatologia (SBF: www.sbfito.com.br), Comitê de Ação à Resistência de Fungicidas (FRAC-BR: www.fracbr.org), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA: www.agricultura.gov.br).

GRUPO M01 FUNGICIDA

O produto fungicida Cobox® DF é composto por Cobre, que apresenta mecanismo de ação da atividade multi-sítio, pertencente ao Grupo M01, segundo classificação internacional do FRAC (Comitê de Ação à Resistência de Fungicidas).




Contato com o Agrolink