Bula Propiconazole Nortox

acessos
Propiconazol
17807
Nortox

Composição

Propiconazol 250 g/L Triazol

Classificação

Fungicida
I - Extremamente tóxica
II - Produto muito perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Concentrado Emulsionável (EC)
Sistêmico

Arroz irrigado Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Brusone
(Pyricularia grisea)
0,6 L p.c./ha 200 L de calda/ha 20 a 40 L de calda/ha (aéreo) Repetir, se necessário, com intervalo mínimo de 14 dias. 45 dias. Preventivamente no aparecimento dos primeiros sintomas
Mancha parda
(Bipolaris oryzae)
0,6 L p.c./ha 200 L de calda/ha 20 a 40 L de calda/ha (aéreo) Repetir, se necessário, com intervalo mínimo de 14 dias. 45 dias. Preventivamente no aparecimento dos primeiros sintomas
Queima foliar
(Microdochium oryzae)
0,75 L p.c./ha 200 L de calda/ha 20 a 40 L de calda/ha (aéreo) Repetir, se necessário, com intervalo mínimo de 14 dias. 45 dias. Preventivamente no aparecimento dos primeiros sintomas
Banana Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mal da sigatoka
(Mycosphaerella musicola)
0,4 L p.c./ha 200 L de calda/ha - Repetir, se necessário, após no mínimo 28 dias. 1 dia. Preventivamente no aparecimento dos primeiros sintomas
Sigatoka negra
(Mycosphaerella fijiensis)
0,4 L p.c./ha 15 L de calda/ha - Repetir, se necessário, após no mínimo 28 dias. 1 dia. Preventivamente no aparecimento dos primeiros sintomas
Cevada Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Ferrugem
(Puccinia hordei)
0,6 a 0,75 L p.c./ha 200 a 240 L de calda/ha - Efetuar no máximo duas aplicações por ciclo da cultura. 30 dias. A primeira aplicação deve ser realizada quando as plantas na lavoura encontram-se com níveis de 4% a 5% de severidade de manchas foliares que correspondem a níveis de incidência de 60% a 70%. Uma segunda aplicação pode ser necessária se o nível crítico for novamente atingido, até o estádio de grãos em massa mole
Mancha angular
(Drechslera teres)
0,6 a 0,75 L p.c./ha 200 a 240 L de calda/ha - Efetuar no máximo duas aplicações por ciclo da cultura. 30 dias. A primeira aplicação deve ser realizada quando as plantas na lavoura encontram-se com níveis de 4% a 5% de severidade de manchas foliares que correspondem a níveis de incidência de 60% a 70%. Uma segunda aplicação pode ser necessária se o nível crítico for novamente atingido, até o estádio de grãos em massa mole
Oídio
(Blumeria graminis f.sp. hordei)
0,6 a 0,75 L p.c./ha 200 a 240 L de calda/ha - Efetuar no máximo duas aplicações durante o ciclo da cultura. 30 dias. A primeira aplicação deve ser realizada quando as plantas na lavoura encontram-se com níveis de 4% a 5% de severidade de manchas foliares que correspondem a níveis de incidência de 60% a 70%. Uma segunda aplicação pode ser necessária se o nível crítico for novamente atingido, até o estádio de grãos em massa mole
Milho Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Ferrugem
(Puccinia sorghi)
1 L p.c./ha 200 L de calda/ha - Repetir a aplicação, se necessário, com intervalo mínimo de 14 dias quando se verifi car condições climáticas favoráveis ao desenvolvimento da doença. Efetuar no máximo duas aplicações por ciclo da cultura. 30 dias. Iniciar as aplicações no aparecimento dos primeiros sintomas da doença na fase inicial de pendoamento
Ferrugem polisora
(Puccinia polysora)
1 L p.c./ha 200 L de calda/ha - Repetir a aplicação, se necessário, com intervalo mínimo de 14 dias quando se verifi car condições climáticas favoráveis ao desenvolvimento da doença. Efetuar no máximo duas aplicações por ciclo da cultura. 30 dias. Iniciar as aplicações no aparecimento dos primeiros sintomas da doença na fase inicial de pendoamento
Mancha foliar
(Exserohilum turcicum)
1 L p.c./ha 200 L de calda/ha - Repetir a aplicação, se necessário, com intervalo mínimo de 14 dias quando se verifi car condições climáticas favoráveis ao desenvolvimento da doença. Efetuar no máximo duas aplicações por ciclo da cultura. 30 dias. Iniciar as aplicações no aparecimento dos primeiros sintomas da doença na fase inicial de pendoamento
Trigo Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Ferrugem da folha
(Puccinia triticina)
0,6 a 0,75 L p.c./ha 200 a 240 L de calda/ha - Efetuar no máximo duas aplicações por ciclo da cultura com intervalo de 10 a 15 dias. 30 dias. A primeira pulverização deve ser feita quando a incidência foliar da ferrugem situar-se por volta dos 10 a 15% durante o estádio fi nal de afi lhamento
Mancha amarela
(Drechslera tritici-repentis)
0,6 a 0,75 L p.c./ha 200 a 240 L de calda/ha - Efetuar no máximo duas aplicações por ciclo da cultura com intervalo de 10 a 15 dias. 30 dias. Iniciar a pulverização quando verificar níveis de infecção das manchas foliares por volta dos 70 a 80% de incidência a partir de elongação
Oídio
(Blumeria graminis f.sp. tritici)
0,6 a 0,75 L p.c./ha 200 a 240 L de calda/ha - Efetuar no máximo duas aplicações por ciclo da cultura com intervalo de 10 a 15 dias. 30 dias. Iniciar a pulverização quando a incidência da doença na área foliar encontrar-se na faixa de 15 a 25% a partir do estádio fi nal do afi lhamento

Garrafa plástica para 1 L. Bombonas plásticas para 5, 10 e 20 L. Tambores plásticos retornáveis para 100, 110, 125, 200, 500 e 1000 L.

MODO DE APLICAÇÃO:
Propiconazole Nortox é um líquido prontamente emulsionável em água. É aplicado através de pulverizadores costais ou tratorizados de barra equipados com bicos de jato em cone da Serie X ou D como por exemplo JA-2, Conejet TXVS 6, D2 ou similares, bem como os bicos leques ADI 110.02. Os bicos regulados à pressão 30 a 60 lb/pol², deverão proporcionar gotas de 110 a 250 micras de diâmetro com densidade mínima de 40 gotas/cm². Evitar aplicação na presença de ventos fortes (acima de 10 Km/hora), nas horas mais quentes do dia (temperatura acima de 27º) e umidade relativa do ar abaixo de 50%. Para maiores esclarecimentos consulte um Engenheiro Agrônomo.

INTERVALO DE SEGURANÇA:
Cevada, Milho e Trigo: 30 dias.
Banana: 1 dia.
Arroz irrigado: 45 dias

LIMITAÇÕES DE USO:
Propiconazole Nortox não é fitotóxico para as culturas quando utilizado nas doses recomendadas.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Recomenda-se, de maneira geral, o manejo integrado das doenças (MID), envolvendo todos os princípios e medidas disponíveis e viáveis de controle.
O uso de sementes sadias, variedades resistentes, rotação de culturas, época adequada de semeadura, adubação equilibrada, fungicidas, manejo da irrigação e outros, visam o melhor equilíbrio do sistema.

Considerando que qualquer agente de controle de doenças pode ficar menos efetivo ao longo do tempo devido ao desenvolvimento de resistência. Assim sendo recomenda as seguintes estratégias de manejo de resistência visando prolongar a vida útil dos fungicidas:
• realizar a rotação de fungicidas com mecanismos de ação distintos, visando prevenir o aparecimento de fungos resistentes e prolongar a vida útil dos fungicidas na agricultura. O Propiconazole é fungicida sistêmico conhecido como inibidores da demetilação – DMI’s, cujo o mecanismo de ação é tido como inibidor de biossíntese do ergosterol – IBE’s ;
• utilizar o fungicida somente na época, na dose e nos intervalos de aplicação recomendados na bula;
• incluir outros métodos de controle de doenças (ex. resistência genética, controle cultural, biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Doenças (MID) quando disponíveis e apropriados;
• consultar um Engenheiro Agrônomo para o direcionamento das recomendações locais para o manejo de resistência.

Compatibilidade

Não se conhecem casos de incompatibilidade