Bula Clenil XTRA - Albaugh
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,632 (-1,41%)
| Dólar (compra) R$ 5,51 (-1,34%)

Bula Slayer

Clorotalonil
42218
Albaugh

Composição

Clorotalonil 850 g/kg

Classificação

Terrestre
Fungicida
4 - Produto Pouco Tóxico
III - Produto perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Granulado Dispersível (WG)
Não sistêmico, Contato

Embalagens de 5, 10 e 15 kg

INSTRUÇÕES DE USO DO PRODUTO

SLAYER é um fungicida não sistêmico de ação por contato do grupo químico das lsoftalonitrilas, indicado para pulverização nas culturas da batata, cenoura, feijão, maçã, pepino, rosa, tomate e uva.

MODO/ EQUIPAMENTO DE APLICAÇÃO

SLAYER pode ser aplicado por via terrestre, através de equipamentos pulverizadores costais (manuais ou motorizados) e tratorizados, conforme recomendação para cada cultura.
Utilize sempre tecnologias de aplicação que ofereçam boa cobertura das plantas.
As recomendações para aplicação poderão ser alteradas à critério do Engenheiro Agrônomo responsável, respeitando
sempre a legislação vigente na região de aplicação, a especificação do fabricante do equipamento e tecnologia de
aplicação empregada.

Recomendação para aplicação nas seguintes modalidades, as quais devem ser respeitadas na íntegra:

Amendoim: a dose recomendada deve ser diluída em água e pulverizada com o uso de equipamentos tipo costal (manual,pressurizado ou motorizado) ou tratorizado com barra.

Batata, cenoura, feijão, pepino, rosa, tomate e uva: Utilizar pulverizador tratorizado ou costal manual com bicos tipo
cônico.

Maçã: utilizar turbo-atomizador tratorizado ou costal motorizado para proporcionar melhor cobertura de toda a planta.

Soja: utilizar pulverizados tratorizado ou costal pressurizado a CO2 com bicos JSF 11002.

Preparação da calda

SLAYER deve ser adicionado ao pulverizador quando este estiver com ¾ de sua capacidade com água limpa. Ao adicionar
a quantidade recomendada do produto, manter a calda em constante agitação, e após adicionar o produto, completar o
volume do tanque do pulverizador com água, mantendo-a sempre em agitação.

INTERVALO DE SEGURANÇA

Batata, cenoura, pepino, soja, tomate e uva: 7 dias
Amendoim, feijão e maçã: 14 dias
Rosa: Uso não alimentar

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

Não entrar nas áreas tratadas sem o equipamento de proteção individual (EPI) por um período mínimo de aproximadamente 24 horas ou até que a calda pulverizada nas plantas esteja seca. Caso haja necessidade de reentrar nas lavouras ou áreas tratadas antes desse período, usar os EPl's recomendados.

LIMITAÇÕES DE USO

• Uso exclusivamente agrícola.
• Os usos do produto estão restritos aos indicados no rótulo e bula.
• O produto deve ser utilizado somente nas culturas para as quais está registrado, observando o intervalo de segurança para cada cultura.
• Fitotoxicidade para as culturas indicadas: O produto não causa fitotoxicidade para as culturas recomendadas desde que seguidas as recomendações de uso. Na cultura da maçã observar o período em que o produto não deve ser aplicado por problemas de "russeting".

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Sempre que houver disponibilidade de informações sobre programas de Manejo Integrado, provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes programas sejam implementados.

O uso sucessivo de fungicidas do mesmo mecanismo de ação para o controle do mesmo alvo pode contribuir para o aumento da população de fungos causadores de doenças resistentes a esse mecanismo de ação, levando a perda de eficiência do produto e consequente prejuízo.
Como prática de manejo de resistência e para evitar os problemas com a resistência dos fungicidas, seguem algumas recomendações:
• Alternância de fungicidas com mecanismos de ação distintos do Grupo M05 para o controle do mesmo alvo, sempre que possível;
• Adotar outras práticas de redução da população de patógenos, seguindo as boas práticas agrícolas, tais como rotação de culturas, controles culturais, cultivares com gene de resistência quando disponíveis, etc;
• Utilizar as recomendações de dose e modo de aplicação de acordo com a bula do produto;
• Sempre consultar um engenheiro agrônomo para o direcionamento das principais estratégias regionais sobre orientação técnica de tecnologia de aplicação e manutenção da eficácia dos fungicidas;
• Informações sobre possíveis casos de resistência em fungicidas no controle de fungos patogênicos devem ser consultados e, ou, informados à: Sociedade Brasileira de Fitopatologia (SBF: www.sbfito.com.br), Comitê de Ação à Resistência de Fungicidas (FRAC-BR: www.frac-br.org), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA: www.agricultura.gov.br).
O produto fungicida SLAYER é composto por clorotalonil, que apresenta mecanismo de ação com atividade de contato multi-sítio, pertencente ao Grupo M05 segundo classificação internacional do FRAC (Comitê de Ação à Resistência de Fungicidas).

GRUPO M05 FUNGICIDA