Oídio

Cinza (Oidium mangiferae)

Culturas Afetadas: Abacate, Abacaxi, Anonáceas, Cacau, Cupuaçu, Guaraná, Kiwi, Mamão, Manga, Maracujá, Romã

Teleomorfo: Erysiphe polygoni

Este fungo é de ocorrência freqüente nas plantações de manga, ocorrendo principalmente na fase de florescimento e frutificação, podendo então causar sérios prejuízos. No Brasil, o fungo está presente em todas as áreas onde se cultiva esta planta, principalmente nos pomares das regiões produtoras do Centro-Sul e Nordeste.

Danos: Na superfície das folhas infectadas desenvolvem-se estruturas do fungo, as quais apresentam coloração branco-acinzentada e aparência pulverulenta. As folhas novas, quando afetadas, podem ficar deformadas e apresentar sintomas de crestamento e posteriormente se desprendem da planta. Toda a inflorescência pode ser recoberta pelo fungo, apresentando, então, estruturas do patógeno de coloração branco-acinzentada e aparência pulverulenta. A doença desenvolve-se rapidamente, impedindo a abertura das flores e posteriormente ocorre a queda da mesma. Os pedúnculos dos frutos infectados geralmente são mais finos e, nas áreas afetadas, apresentam aspectos quebradiços, favorecendo a queda dos frutos.

Controle: As variedades Brasil, Carlota, Espada, Imperial, Oliveira Neto, Coquinho, Tomy Atkins e Keitte Sensation são consideradas resistentes ao fungo. Recomenda-se a pulverização com triazóis. A utilização de produtos à base de enxofre oferece bons resultados, mas não devem ser aplicados nas horas mais quentes do dia.

 

Deslize o dedo na tabela abaixo para movê-la horizontalmente
Mostrando 1 até 12 de 33