Bicho mineiro ou (Leucoptera coffeella)

Bicho mineiro

(Leucoptera coffeella)

Culturas Afetadas: Café

Sinônimos: Cemiostoma coffeella, Elachista coffeella e Perileucoptera coffeella

A mariposa é pequena e de coloração branca. É a principal praga da cultura do café, podendo ser encontrada nos lugares onde se cultiva as Rubiáceas. Possui hábito noturno e o seu ataque ocorre durante todo o ano, tendo um pico populacional entre os meses de outubro e junho.

Danos: As lagartas penetram no mesófilo foliar, causando destruição do parênquima. As regiões destruídas vão secando e a área atacada vai aumentando com o desenvolvimento da lagarta. É comum encontrar-se mais de uma lagarta em uma folha. A ação das largartas provoca a formação das minas nas folhas, provocando a queda e a destruição das mesmas. Isso reduz a capacidade fotossintética da planta, acarretando em diminuição da produção. Os sintomas são mais visíveis na parte alta da planta, onde se observa um grande desfolhamento, quando o ataque é intenso. Cafeeiros conduzidos em empaçamentos mais largos tme tendência a uma maior infestação da praga. Tem-se observado maiores prejuízos quando o ataque ser dá em períodos de maior intensidade pluvial.

Controle: Utilizar inseticidas específicos, de modo que não prejudiquem os inimigos naturais, visto que o bicho mineiro é parasitado por um grande número de insetos. Outra medida adequada é a eliminação de ervas daninhas dos cafezais, o que diminui a ação da praga, sendo recomendada a capina racional dos mesmos. Evitar o uso de cobertura morta e culturas intercalares.

Fotos

Deslize o dedo na tabela abaixo para movê-la horizontalmente
Mostrando 1 até 12 de 115