Bula Fuerza - AllierBrasil

Bula Fuerza

acessos
Mancozebe
24418
AllierBrasil

Composição

Mancozebe 750 g/kg Alquilenobis (ditiocarbamato)

Classificação

Acaricida, Fungicida
II - Altamente tóxico
III - Produto perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Granulado Dispersível (WG)
Protetor

Arroz Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Brusone
(Pyricularia grisea)
2 a 3 kg p.c./ha 400 L de calda/ha 50 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 10 dias 32 dias Aplicar no início do emborrachamento
Batata Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Pinta preta grande
(Alternaria solani)
3,2 kg p.c./ha 600 L de calda/ha - Realizar no máximo 4 aplicações em intervalos de 5 a 10 dias 7 dias Aplicar quando as plantas atingirem entre 5 a 20 cm de altura ou no surgimento dos primeiros sintomas
Requeima
(Phytophthora infestans)
3,2 kg p.c./ha 600 L de calda/ha - Realizar no máximo 4 aplicações em intervalos de 5 a 10 dias 7 dias Aplicar quando as plantas atingirem entre 5 a 20 cm de altura ou no surgimento dos primeiros sintomas
Café Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Ferrugem do cafeeiro
(Hemileia vastatrix)
4 a 5 kg p.c./ha 400 L de calda/ha - Realizar no máximo 5 aplicações em intervalos de 18 dias 21 dias Aplicar quando as plantas atingirem entre 5 a 20 cm de altura ou no surgimento dos primeiros sintomas
Citros Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Ácaro da falsa ferrugem
(Phyllocoptruta oleivora)
200 a 250 g p.c./100 L de água 2000 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações por safra, conforme o monitoramento da praga 14 dias Aplicar na constatação da praga, quando o monitoramento semanal indicar em pelo menos 2% das folhas ou frutos examinados a infestação de pelo menos um ácaro
Antracnose
(Colletotrichum gloeosporioides)
200 a 250 g p.c./100 L de água 5 a 15 L de água/planta - Realizar no máximo 3 aplicações por safra em intervalos de 10 dias 14 dias Aplicar no início do florescimento
Podridão penducular
(Diaporthe citri)
200 a 250 g p.c./100 L de água 5 a 15 L de água/planta - Realizar no máximo 3 aplicações por safra em intervalos de 10 dias 14 dias Aplicar no início do florescimento
Verrugose da laranja doce
(Elsinoë australis)
200 a 250 g p.c./100 L de água 5 a 15 L de água/planta - Realizar no máximo 3 aplicações por safra em intervalos de 10 dias 14 dias Aplicar no início do florescimento
Feijão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Antracnose
(Colletotrichum lindemuthianum)
2,1 a 3,2 kg p.c./ha 300 a 600 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 10 dias 14 dias Aplicar aos 25 dias após a emergência das plântulas ou no início do aparecimento dos primeiros sintomas
Ferrugem
(Uromyces appendiculatus)
2 a 3 kg p.c./ha 300 a 600 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 10 dias 14 dias Aplicar aos 25 dias após a emergência das plântulas ou no início do aparecimento dos primeiros sintomas
Mancha angular
(Phaeoisariopsis griseola)
2 a 3 kg p.c./ha 300 a 600 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 10 dias 14 dias Aplicar aos 25 dias após a emergência das plântulas ou no início do aparecimento dos primeiros sintomas
Mancha de alternaria
(Alternaria alternata)
2 a 3 kg p.c./ha 300 a 600 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 10 dias 14 dias Aplicar aos 25 dias após a emergência das plântulas ou no início do aparecimento dos primeiros sintomas
Maçã Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Antracnose
(Colletotrichum gloeosporioides)
200 g p.c./100 L de água 300 a 600 L de calda/ha - Realizar no máximo 4 aplicações em intervalos de 7 a 14 dias 7 dias Aplicar no período de dormência (estádio fenológico C - pontas verdes)
Sarna da maçã
(Venturia inaequalis)
200 g p.c./100 L de água 300 a 600 L de calda/ha - Realizar no máximo 4 aplicações em intervalos de 7 a 14 dias 7 dias Aplicar no período de dormência (estádio fenológico C - pontas verdes)
Tomate Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Antracnose
(Colletotrichum coccodes)
3,2 kg p.c./ha 1000 L de calda/ha - Realizar no máximo 4 aplicações em intervalos de 7 a 10 dias 7 dias Aplicar logo após o transplante
Pinta preta grande
(Alternaria solani)
3,2 kg p.c./ha 1000 L de calda/ha - Realizar no máximo 4 aplicações em intervalos de 7 a 10 dias 7 dias Aplicar logo após o transplante
Requeima
(Phytophthora infestans)
3,2 kg p.c./ha 1000 L de calda/ha - Realizar no máximo 4 aplicações em intervalos de 7 a 10 dias 7 dias Aplicar logo após o transplante
Septoriose
(Septoria lycopersici)
3,2 kg p.c./ha 1000 L de calda/ha - Realizar no máximo 4 aplicações em intervalos de 7 a 10 dias 7 dias Aplicar logo após o transplante
Uva Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Antracnose
(Elsinoë ampelina)
250 a 300 g p.c./100 L de água 400 a 1000 L de calda/ha - Realizar no máximo 4 aplicações em intervalos de 7 a 10 dias 7 dias Aplicar antes do florescimento
Míldio
(Plasmopara viticola)
260 a 350 g p.c./100 L de água 1000 L de calda/ha - Realizar no máximo 4 aplicações em intervalos de 7 a 10 dias 7 dias Aplicar antes do florescimento
Mofo cinzento
(Botrytis cinerea)
250 a 300 g p.c./100 L de água 400 a 1000 L de calda/ha - Realizar no máximo 4 aplicações em intervalos de 7 a 10 dias 7 dias Aplicar antes do florescimento
Podridão amarga
(Greeneria uvicola)
250 a 300 g p.c./100 L de água 400 a 1000 L de calda/ha - Realizar no máximo 4 aplicações em intervalos de 7 a 10 dias 7 dias Aplicar antes do florescimento

0,020; 0,050; 0,060; 0,070; 0,1; 0,15; 0,2; 0,25; 0,3; 0,5; 0,6; 1; 1,5; 2; 2,5; 3;
3,5; 4; 4,5; 5; 9; 10; 11; 15; 20; 24; 25; 30; 35; 36; 41; 43; 50; 60; 70 Kg

INSTRUÇÕES DE USO DO PRODUTO:
FUERZA é um acaricida/fungicida de ação protetora, do grupo químico alquilenobis (ditiocarbamato), que contém o ingrediente ativo Mancozebe 750 g/Kg na formulação granulado dispersível (WG), indicado para o controle de ácaros e doenças fúngicas na cultura dos citros e de doenças fúngicas nas culturas do arroz, batata, café, citros, feijão, maçã, tomate e uva.
MODO DE APLICAÇÃO:
FUERZA deve ser aplicado na dosagem recomendada em quantidade de calda suficiente para uma cobertura complete e uniforme das plantas a serem tratadas. Manter a calda de pulverização sob agitação continua e o registro do pulverizador fechado durante as paradas e manobras com o equipamento de tal forma a se evitar sobreposição nas áreas tratadas.
Aplicação Terrestre: Pulverizadores de barra ou costal (motorizado ou manual), pulverizador acoplado a trator equipado com barras, atomizador (turbo-atomizador), mangueiras e pistolas. Tipo de bico: cone, como XH4 ou D 2-13; altura da barra: deve permitir uma boa cobertura de toda a parte aérea da planta; tamanho e densidade de gotas: 90 a 100 micra e no mínimo 60 gotas/cm².
Aplicação Aérea: Barra com bicos ou atomizador rotativo (micronair); bicos: Teejet cone vazio, pontas D6 a D12 (para micronair usar 4 atomizadores na barra); volume de aplicação: 20 a 30 litros/ha para barra com bicos e 10 a 20 litros/ha para micronair; altura de vôo: 2 a 5 m sobre a cultura; largura da faixa de deposição efetiva: 15-20 cm; tamanho e densidade de gotas: 60 a 80 micra, no mínimo 80 gotas/cm².
NOTA: Os volumes de calda citados em faixa variam em função do estado vegetativo, densidade foliar e porte das plantas.
Condições climáticas: Não aplicar o produto com ventos superiores a 6 Km/h, não aplicar sob chuva; temperatura deverá ser inferior a 27ºC; umidade relativa deverá ser superior a 55%. Observações locais deverão ser realizadas visando reduzir ao máximo as perdas por volatilização ou deriva.
Instruções para preparo da calda de pulverização: Encher ¾ do volume do tanque de pulverização com água e adicionar FUERZA mantendo o misturador mecânico ou o retorno em funcionamento e completar o volume do tanque com água. A agitação da calda deve ser contínua durante o preparo da calda e durante a operação de aplicação da calda.
Lavagem do equipamento de pulverização: Somente utilize equipamentos limpos e devidamente conservados. Após a aplicação do produto, realizar lavagem completa do equipamento.
INTERVALO DE SEGURANÇA:
Arroz: 32 dias
Batata, Maçã, Tomate e Uva: 7 dias
Café: 21 dias
Citros e Feijão: 14 dias
INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS: Não entre na área em que o produto foi aplicado antes da secagem completa da calda (no mínimo 24 horas após a aplicação). Caso necessite de entrar antes deste período, utilize os equipamentos de proteção individual (EPIs) recomendados para o uso durante a aplicação.
LIMITAÇÕES DE USO: Os usos do produto estão restritos aos indicados no rótulo e na bula. Quando este produto for utilizado nas doses recomendadas, não causará danos às culturas indicadas. O produto é incompatível com produtos de reação altamente alcalina como a calda bordaleza e calda sulfocálcica.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Recomenda-se, de maneira geral, o manejo integrado de doenças envolvendo todos os princípios e medidas disponíveis e viáveis de controle, como os controles: cultural, biológico, microbiano, comportamental, químico, e uso de variedades resistentes, sempre alternando produtos de diferentes grupos químicos com mecanismo de ação distinto.

O uso sucessivo de fungicidas do mesmo mecanismo de ação para o controle do mesmo alvo pode contribuir para o aumento da população de fungos causadores de doenças resistentes a esse mecanismo de ação, levando a perda de eficiência do produto e consequente prejuízo. Como prática de manejo de resistência e para evitar os problemas com a resistência dos fungicidas, seguem algumas recomendações:
• Alternância de fungicidas com mecanismos de ação distintos do Grupo M03 para o controle do mesmo alvo, sempre que possível;
• Adotar outras práticas de redução da população de patógenos, seguindo as boas práticas agrícolas, tais como rotação de culturas, controles culturais, cultivares com gene de resistência quando disponíveis, etc;
• Utilizar as recomendações de dose e modo de aplicação de acordo com a bula do produto;
• Sempre consultar um engenheiro agrônomo para o direcionamento das principais estratégias regionais sobre orientação técnica de tecnologia de aplicação e manutenção da eficácia dos fungicidas;
• Informações sobre possíveis casos de resistência em fungicidas no controle de fungos patogênicos devem ser consultados e, ou, informados à: Sociedade Brasileira de Fitopatologia (SBF: www.sbfito.com.br), Comitê de Ação à Resistência de Fungicidas (FRAC-BR: www.frac-br.org), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA: www.agricultura.gov.br).

GRUPO M03 FUNGICIDA

O produto fungicida/acaricida FUERZA é composto por Mancozebe, que apresenta atividade de contato multi-sítio, pertencente ao Grupo M03, segundo classificação internacional do FRAC (Comitê de Ação à Resistência de Fungicida).