Oídio (Oidiopsis taurica)

Oídio

(Oidiopsis taurica)

Culturas Afetadas: Pimenta, Pimentão

Esta doença ocorre em pimentão, tomate, jiló, alcachofra, mandioquinha-salsa e beringela, caracterizado por amarelecimento e crescimento branco pulverulento na superfície das folhas afetadas. Não é uma doença muito importante.

Danos: Causa uma doença conhecida como oídio, que ataca diversas solanáceas e tem sido constatado com muita frequência em plasticultura no Estado de São Paulo, a partir de 1994. Sintomas iniciais na parte superior das folhas são pequenas áreas cloróticas com bordos irregulares que vão aumentando de tamanho, podendo atingir alguns centímetros de diâmetro. Na face inferior correspondente verifica-se um crescimento pulverulento esbranquiçado não muito denso. Em ataques severos surgem pequenas áreas necróticas que, ao coalescerem, acarretam queda das folhas. O fungo ataca principalmente folhas já desenvolvidas e não tem sido verificado afetando ramos e frutos.

Controle: Recomenda-se efetuar o controle da umidade interna das estufas, evitando que fique muito baixa. Pulverizações com fungicidas específicos, registrados para a cultura.

Deslize o dedo na tabela abaixo para movê-la horizontalmente