Bula Permetrina Fersol 384 EC

CI
Permetrina
4697
Ameribrás

Composição

Permetrina 384 g/L

Classificação

Terrestre/Aérea
Inseticida
4 - Produto Pouco Tóxico
II - Produto muito perigoso
Inflamável
Não corrosivo
Concentrado Emulsionável (EC)
Contato, Ingestão, Não sistêmico

Algodão

Dosagem Calda Terrestre
Alabama argillacea (Curuquerê) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Aphis gossypii (Pulgão do algodoeiro) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Heliothis virescens (Lagarta da maçã) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Pectinophora gossypiella (Lagarta rosada) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Trichoplusia ni (Trichoplusia) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Arroz

Dosagem Calda Terrestre
Rhyzopertha dominica (Gorgulho dos cereais) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Sitophilus zeamais (Gorgulho) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Spodoptera eridania (Lagarta das folhas) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Spodoptera frugiperda (Lagarta do cartucho) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Citros

Dosagem Calda Terrestre
Diaphorina citri (Psilideo) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Orthezia praelonga (Cochonilha) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Couve

Dosagem Calda Terrestre
Ascia monuste orseis (Lagarta da couve) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Plutella xylostella (Traças das crucíferas) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Couve-flor

Dosagem Calda Terrestre
Ascia monuste orseis (Lagarta da couve) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Plutella xylostella (Traças das crucíferas) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Feijão

Dosagem Calda Terrestre
Bemisia tabaci (Mosca branca) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Diabrotica speciosa (Vaquinha verde amarela) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Empoasca kraemeri (Cigarrinha verde) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Fumo

Dosagem Calda Terrestre
Agrotis ipsilon (Lagarta rosca) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Corecoris dentiventris (Percevejo cinzento) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Diabrotica speciosa (Vaquinha verde amarela) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Epitrix fasciata (Pulga do fumo) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Milho

Dosagem Calda Terrestre
Agrotis ipsilon (Lagarta rosca) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Rhyzopertha dominica (Gorgulho dos cereais) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Sitophilus zeamais (Gorgulho) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Sitotroga cerealella (Traça) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Spodoptera frugiperda (Lagarta do cartucho) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Repolho

Dosagem Calda Terrestre
Ascia monuste orseis (Lagarta da couve) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Plutella xylostella (Traças das crucíferas) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Soja

Dosagem Calda Terrestre
Anticarsia gemmatalis (Lagarta da soja) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Nezara viridula (Percevejo verde) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Piezodorus guildinii (Percevejo verde pequeno da soja) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Pseudoplusia includens (Lagarta-falsa-medideira) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Tomate

Dosagem Calda Terrestre
Frankliniella schultzei (Tripes) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Myzus persicae (Pulgão verde) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Neoleucinodes elegantalis (Broca pequena do tomateiro) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Phthorimaea operculella (Traça da batatinha) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Trichoplusia ni (Trichoplusia) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Tuta absoluta (Traça do tomateiro) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Trigo

Dosagem Calda Terrestre
Pseudaletia sequax (Lagarta do trigo) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Rhyzopertha dominica (Gorgulho dos cereais) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Sitobion avenae (Pulgão das espigas) ( veja aqui ) ( veja aqui )
Sitophilus zeamais (Gorgulho) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Uva

Dosagem Calda Terrestre
Sitobion avenae (Pulgão das espigas) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Bag in box: 1;5;10;15;20;25 e 50L
Balde(polietileno/COEX/PEAD/PET/metálico/aço/plástico):
0,6;1;1,5;2;3;5;10;15;20;25;50;100;150;200;250;500;1000 L
Bombona(polietileno, COEX, PEAD, PET/plástico):
0,6;1;1,5;2;3;5;10;15;20;25;50;100;150;200;250;500;1000 L
Container(polietileno/aço inox/metálico/aço) :25;50;100;150;200;250;300;400;500;1000;1500;2000;5000;7500;
10000;12500;15000;20000;25000 L
Contentor intermediário (aço/plástico): 20;25;50;100;150;200;250;500;1000 L
Farm Pack (aço inox/fibra): 500;1000;2000;5000;7500;10000 L
Frasco (polietileno/COEX/PEAD/PET/plástico):
0,25;0,5;0,6;1;1,5;2;3;5;10;15;20;25;50;100;150;200;250;500;1000L
Galão (plástico/COEX): 0,6;1;1,5;2;5;10;15;20;25;50;100;150;200;250;500;1000L
Isotanque (aço inox/aço): 5000;10000;15000;20000;25000;30000;35000;40000;45000;
50000 L
Sacos contendo sacos plásticos( COEX/PEBD): 0,5;1;1,5;2 L
Saco (plástico extrusado) :0,05;0,1;0,25;0,5;1;1,5;2 L
Tambor(metálico): 1;5;10;15;20;25;50;100;150;200;250;500;1000L
Tanque(aço inox/aço):500;1000;5000;2000;5000;7500;10000;12500;15000;20000;25000L.

INSTRUÇÕES DE USO

O produto PERMETRINA FERSOL 384 EC é inseticida piretróide, com ação de contato e ingestão, indicado para:

INSTRUÇÕES DE USO (Culturas, Doses, Época e Número de Aplicações)

Cultura, Pragas controladas, Doses, Época de Aplicação, Frequência de Aplicação, Intervalo de segurança, Forma e Equipamento de Aplicação.

MODO DE APLICAÇÃO

O produto é recomendado em aplicação foliar via terrestre ou aérea, usando-se alto ou baixo volume.

APLICAÇÃO TERRESTRE

A aplicação pode ser por via terrestre: com pulverizadores costais, motorizados ou tratorizados.

ALGODÃO, ARROZ IRRIGADO, ARROZ SEQUEIRO, FEIJÃO, FUMO, MILHO, E SOJA

• Volume da calda: Volume normal Baixo volume 100 – 500 L/ha 8 litros de calda/ha, adicionando 1 L de óleo mineral ou óleo vegetal ou 250 ml de espalhante adesivo.
• Tipo de bico: Leque 80.02 / 80.04 / 110.02 Cônico JD-14.02 / X-2
• Pressão: Costal Tratorizado 30 a 60 Lb/pol² 80 a 300 Lb/pol²

COUVE, COUVE-FLOR E REPOLHO

• Volume da calda: Volume normal 300 L/ha

GRÃOS ARMAZENADOS (ARROZ, MILHO E TRIGO)

• Volume de calda : Volume normal 200 - 300mL de água
CITROS:
• Volume da calda: Volume normal 0,5 – 10 L/planta 2000 L/ha • Tipo de bico: • Pressão: Cônic o 45 L/pol² JD-14.02 / X-2 / X3

UVA E TOMATE

• Volume da calda: Alto Volume 800 a 1200 L/ha
• Tipo de bico: Cônico X-2 / X-10 / D-12 • Pressão: 60 Lb/pol²

CONDIÇÕES CLIMÁTICAS

• Temperatura ambiente: máximo 28ºC
• Umidade relativa do ar: mínimo de 70%
• Velocidade de vento: 2 - 10 km/hora

APLICAÇÃO AÉREA

ALGODÃO, ARROZ IRRIGADO, ARROZ SEQUEIRO, CITROS, FEIJÃO, FUMO, MILHO, SOJA, E TRIGO

Altura do vôo: 3-5 m das rodas do avião até o topo da cultura Pressão: 40-60 lbs/pol2 Largura da faixa de deposição: 20-23 m Tamanho da gota: 100-120 micra Densidade da gota: 60 gotas/cm²
Bico: micronair ou UBV Volume de calda:
a) baixo volume (BV): utilizando a dose recomendada do produto, preparar a calda (8-10 litros/ha), adicionando 1 litro de óleo emulsionável ou 250 ml de espalhante adesivo.
b) ultra baixo volume (UBV): usar a dose recomendada do produto e completar o volume com óleo vegetal refinado ou óleo mineral até 2-3 litros/ha.

INTERVALO DE SEGURANÇA

Arroz Irrigado e Sequeiro: 20 dias
Algodão: 7 dias
Citros: 21 dias
Café: 30 dias
Couve, Couve-flor e repolho: 3 dias
Feijão: 14 dias
Fumo: Uso não alimentar
Milho: 45 dias
Soja: 30 dias
Tomate: 3 dias
Trigo: 18 dias
Uva: 15 dias
Grãos armazenados: (trigo, milho e arroz) 60 dias

LIMITAÇÕES DE USO

Fitotoxicidade: O produto não é fitotóxico quando aplicado nas culturas indicadas, nas doses e uso recomendado.
Compatibilidade: O produto é compatível com inúmeros inseticidas e acaricidas. Não se conhecem casos de incompatibilidade. Não aplicar com outros agrotóxicos.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Incluir outros métodos de controle de pragas (ex. controle cultural, biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponíveis e apropriados.

Qualquer agente de controle de pragas pode ficar menos efetivo ao longo do tempo devido ao desenvolvimento de resistência.
Recomendam-se as seguintes estratégias de manejo de resistência, pode-se prolongar a vida útil dos inseticidas e acaricidas:
· Qualquer produto para controle de pragas da mesma classe ou de mesmo modo de ação não deve ser utilizado em gerações consecutivas da mesma praga;
· Utilizar somente as dosagens recomendadas no rótulo/bula;
· Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para orientação sobre as recomendações locais para o manejo de resistência.




Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.