Bula Permetrina Fersol 384 EC - Ameribrás

Bula Permetrina Fersol 384 EC

CI
Permetrina
4697
Ameribrás

Composição

Permetrina 384 g/L

Classificação

Terrestre/Aérea
Inseticida
4 - Produto Pouco Tóxico
II - Produto muito perigoso
Inflamável
Não corrosivo
Concentrado Emulsionável (EC)
Contato, Ingestão, Não sistêmico

Algodão

Dosagem Calda Terrestre
Alabama argillacea (Curuquerê)
Aphis gossypii (Pulgão do algodoeiro)
Heliothis virescens (Lagarta da maçã)
Pectinophora gossypiella (Lagarta rosada)
Trichoplusia ni (Trichoplusia)

Arroz

Calda Terrestre Dosagem
Rhyzopertha dominica (Gorgulho dos cereais)
Sitophilus zeamais (Gorgulho)
Spodoptera eridania (Lagarta das folhas)
Spodoptera frugiperda (Lagarta do cartucho) ( veja aqui ) ( veja aqui )

Citros

Calda Terrestre Dosagem
Diaphorina citri (Psilideo)
Orthezia praelonga (Cochonilha)

Couve

Dosagem Calda Terrestre
Ascia monuste orseis (Lagarta da couve)
Plutella xylostella (Traças das crucíferas)

Couve-flor

Calda Terrestre Dosagem
Ascia monuste orseis (Lagarta da couve)
Plutella xylostella (Traças das crucíferas)

Feijão

Calda Terrestre Dosagem
Bemisia tabaci (Mosca branca)
Diabrotica speciosa (Vaquinha verde amarela)
Empoasca kraemeri (Cigarrinha verde)

Fumo

Calda Terrestre Dosagem
Agrotis ipsilon (Lagarta rosca)
Corecoris dentiventris (Percevejo cinzento)
Diabrotica speciosa (Vaquinha verde amarela)
Epitrix fasciata (Pulga do fumo)

Milho

Dosagem Calda Terrestre
Agrotis ipsilon (Lagarta rosca)
Rhyzopertha dominica (Gorgulho dos cereais)
Sitophilus zeamais (Gorgulho)
Sitotroga cerealella (Traça)
Spodoptera frugiperda (Lagarta do cartucho)

Repolho

Calda Terrestre Dosagem
Ascia monuste orseis (Lagarta da couve)
Plutella xylostella (Traças das crucíferas)

Soja

Calda Terrestre Dosagem
Anticarsia gemmatalis (Lagarta da soja)
Nezara viridula (Percevejo verde)
Piezodorus guildinii (Percevejo verde pequeno da soja)
Pseudoplusia includens (Lagarta-falsa-medideira)

Tomate

Dosagem Calda Terrestre
Frankliniella schultzei (Tripes)
Myzus persicae (Pulgão verde)
Neoleucinodes elegantalis (Broca pequena do tomateiro)
Phthorimaea operculella (Traça da batatinha)
Trichoplusia ni (Trichoplusia)
Tuta absoluta (Traça do tomateiro)

Trigo

Calda Terrestre Dosagem
Pseudaletia sequax (Lagarta do trigo)
Rhyzopertha dominica (Gorgulho dos cereais)
Sitobion avenae (Pulgão das espigas)
Sitophilus zeamais (Gorgulho)

Uva

Dosagem Calda Terrestre
Sitobion avenae (Pulgão das espigas)

Bag in box: 1;5;10;15;20;25 e 50L
Balde(polietileno/COEX/PEAD/PET/metálico/aço/plástico):
0,6;1;1,5;2;3;5;10;15;20;25;50;100;150;200;250;500;1000 L
Bombona(polietileno, COEX, PEAD, PET/plástico):
0,6;1;1,5;2;3;5;10;15;20;25;50;100;150;200;250;500;1000 L
Container(polietileno/aço inox/metálico/aço) :25;50;100;150;200;250;300;400;500;1000;1500;2000;5000;7500;
10000;12500;15000;20000;25000 L
Contentor intermediário (aço/plástico): 20;25;50;100;150;200;250;500;1000 L
Farm Pack (aço inox/fibra): 500;1000;2000;5000;7500;10000 L
Frasco (polietileno/COEX/PEAD/PET/plástico):
0,25;0,5;0,6;1;1,5;2;3;5;10;15;20;25;50;100;150;200;250;500;1000L
Galão (plástico/COEX): 0,6;1;1,5;2;5;10;15;20;25;50;100;150;200;250;500;1000L
Isotanque (aço inox/aço): 5000;10000;15000;20000;25000;30000;35000;40000;45000;
50000 L
Sacos contendo sacos plásticos( COEX/PEBD): 0,5;1;1,5;2 L
Saco (plástico extrusado) :0,05;0,1;0,25;0,5;1;1,5;2 L
Tambor(metálico): 1;5;10;15;20;25;50;100;150;200;250;500;1000L
Tanque(aço inox/aço):500;1000;5000;2000;5000;7500;10000;12500;15000;20000;25000L.

INSTRUÇÕES DE USO

O produto PERMETRINA FERSOL 384 EC é inseticida piretróide, com ação de contato e ingestão, indicado para:

INSTRUÇÕES DE USO (Culturas, Doses, Época e Número de Aplicações)

Cultura, Pragas controladas, Doses, Época de Aplicação, Frequência de Aplicação, Intervalo de segurança, Forma e Equipamento de Aplicação.

MODO DE APLICAÇÃO

O produto é recomendado em aplicação foliar via terrestre ou aérea, usando-se alto ou baixo volume.

APLICAÇÃO TERRESTRE

A aplicação pode ser por via terrestre: com pulverizadores costais, motorizados ou tratorizados.

ALGODÃO, ARROZ IRRIGADO, ARROZ SEQUEIRO, FEIJÃO, FUMO, MILHO, E SOJA

• Volume da calda: Volume normal Baixo volume 100 – 500 L/ha 8 litros de calda/ha, adicionando 1 L de óleo mineral ou óleo vegetal ou 250 ml de espalhante adesivo.
• Tipo de bico: Leque 80.02 / 80.04 / 110.02 Cônico JD-14.02 / X-2
• Pressão: Costal Tratorizado 30 a 60 Lb/pol² 80 a 300 Lb/pol²

COUVE, COUVE-FLOR E REPOLHO

• Volume da calda: Volume normal 300 L/ha

GRÃOS ARMAZENADOS (ARROZ, MILHO E TRIGO)

• Volume de calda : Volume normal 200 - 300mL de água
CITROS:
• Volume da calda: Volume normal 0,5 – 10 L/planta 2000 L/ha • Tipo de bico: • Pressão: Cônic o 45 L/pol² JD-14.02 / X-2 / X3

UVA E TOMATE

• Volume da calda: Alto Volume 800 a 1200 L/ha
• Tipo de bico: Cônico X-2 / X-10 / D-12 • Pressão: 60 Lb/pol²

CONDIÇÕES CLIMÁTICAS

• Temperatura ambiente: máximo 28ºC
• Umidade relativa do ar: mínimo de 70%
• Velocidade de vento: 2 - 10 km/hora

APLICAÇÃO AÉREA

ALGODÃO, ARROZ IRRIGADO, ARROZ SEQUEIRO, CITROS, FEIJÃO, FUMO, MILHO, SOJA, E TRIGO

Altura do vôo: 3-5 m das rodas do avião até o topo da cultura Pressão: 40-60 lbs/pol2 Largura da faixa de deposição: 20-23 m Tamanho da gota: 100-120 micra Densidade da gota: 60 gotas/cm²
Bico: micronair ou UBV Volume de calda:
a) baixo volume (BV): utilizando a dose recomendada do produto, preparar a calda (8-10 litros/ha), adicionando 1 litro de óleo emulsionável ou 250 ml de espalhante adesivo.
b) ultra baixo volume (UBV): usar a dose recomendada do produto e completar o volume com óleo vegetal refinado ou óleo mineral até 2-3 litros/ha.

INTERVALO DE SEGURANÇA

Arroz Irrigado e Sequeiro: 20 dias
Algodão: 7 dias
Citros: 21 dias
Café: 30 dias
Couve, Couve-flor e repolho: 3 dias
Feijão: 14 dias
Fumo: Uso não alimentar
Milho: 45 dias
Soja: 30 dias
Tomate: 3 dias
Trigo: 18 dias
Uva: 15 dias
Grãos armazenados: (trigo, milho e arroz) 60 dias

LIMITAÇÕES DE USO

Fitotoxicidade: O produto não é fitotóxico quando aplicado nas culturas indicadas, nas doses e uso recomendado.
Compatibilidade: O produto é compatível com inúmeros inseticidas e acaricidas. Não se conhecem casos de incompatibilidade. Não aplicar com outros agrotóxicos.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Incluir outros métodos de controle de pragas (ex. controle cultural, biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponíveis e apropriados.

Qualquer agente de controle de pragas pode ficar menos efetivo ao longo do tempo devido ao desenvolvimento de resistência.
Recomendam-se as seguintes estratégias de manejo de resistência, pode-se prolongar a vida útil dos inseticidas e acaricidas:
· Qualquer produto para controle de pragas da mesma classe ou de mesmo modo de ação não deve ser utilizado em gerações consecutivas da mesma praga;
· Utilizar somente as dosagens recomendadas no rótulo/bula;
· Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para orientação sobre as recomendações locais para o manejo de resistência.