Bula Clorpirifós Fersol 480 EC - Ameribrás

Bula Clorpirifós Fersol 480 EC

acessos
Clorpirifós
7097
Ameribrás

Composição

Clorpirifós 480 g/L Organofosforado

Classificação

Inseticida
I - Extremamente tóxica
II - Produto muito perigoso
Inflamável
Não corrosivo
Concentrado Emulsionável (EC)
Contato, Ingestão

Algodão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Ácaro branco
(Polyphagotarsonemus latus)
1,5 L p.c./ha 100 a 300 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 7 a 14 dias 21 dias Aplicar quando houver 40% das plantas com sinais de ataque
Broca do algodoeiro
(Eutinobothrus brasiliensis)
0,8 a 1,5 L p.c./ha 100 a 300 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 7 dias 21 dias Aplicar 20 dias após a germinação
Curuquerê
(Alabama argillacea)
0,5 L p.c./ha 100 a 300 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 7 a 14 dias 21 dias Aplicar quando houver 2 lagartas/planta
Pulgão do algodoeiro
(Aphis gossypii)
0,3 a 0,5 L p.c./ha 100 a 300 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 7 a 14 dias 21 dias Aplicar quando houver 10% das plantas atacadas
Batata Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Lagarta rosca
(Agrotis ipsilon)
1 L p.c./ha 800 L de calda/ha - Realizar no máximo 2 aplicações por ciclo da cultura 21 dias Aplicar assim que se observarem os primeiros sintomas de infestação
Larva alfinete
(Diabrotica speciosa (larva alfinete))
1 L p.c./ha 800 L de calda/ha - Realizar no máximo 2 aplicações por ciclo da cultura 21 dias Aplicar assim que se observarem os primeiros sintomas de infestação
Café Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Bicho mineiro
(Leucoptera coffeella)
1 a 1,5 L p.c./ha 1300 L de calda/ha - Realizar no máximo duas aplicações por safra em intervalos de 30 a 45 dias 21 dias Em locais onde o ataque da praga for no período seco do ano, a aplicação do produto deve ser iniciada quando na amostragem (100 folhas) for encontrado 40 folhas com lagartas vivas. Já quando a ocorrência da praga se der no período chuvoso, a pulverização deverá ser realizada quando for observado 20% das folhas minadas
Broca do café
(Hypothenemus hampei)
1,5 L p.c./ha 1300 L de calda/ha - Realizar no máximo duas aplicações por safra em intervalos de 20 a 30 dias 21 dias Aplicar quando a infestação for igual ou maior que 5% nos grãos provenientes da primeira florada
Cochonilha
(Planococcus minor)
1 a 1,5 L p.c./ha 1000 L de calda/ha - Realizar no máximo 2 aplicações por safra 21 dias Aplicar no início da infestação
Cevada Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Lagarta do trigo
(Pseudaletia sequax)
0,4 a 0,7 L p.c./ha 100 a 300 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo duas aplicações em função da reinfestação da praga 14 dias Aplicar quando aparecerem os primeiros focos de infestação
Pulgão das espigas
(Sitobion avenae)
0,4 L p.c./ha 100 a 300 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo duas aplicações em função da reinfestação da praga 14 dias Aplicar quando aparecerem os primeiros focos de infestação
Pulgão das folhas
(Metopolophium dirhodum)
0,4 L p.c./ha 100 a 300 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo duas aplicações em função da reinfestação da praga 14 dias Aplicar quando aparecerem os primeiros focos de infestação
Citros Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Cochonilha
(Orthezia praelonga)
100 a 150 mL p.c./100 L 100 a 300 L de calda/ha (Jato Dirigido) 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo duas aplicações em função da reinfestação da praga 21 dias Aplicar no início da infestação. Adicionar óleo mineral na calda na proporção de 0,25% (250 mL/100 L)
Cochonilha pardinha
(Selenaspidus articulatus)
100 a 150 mL p.c./100 L 100 a 300 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo três aplicações em função da reinfestação da praga 21 dias Aplicar no início da infestação, até o ponto de escorrimento
Cochonilha parlatoria
(Parlatoria cinerea)
100 a 150 mL p.c./100 L 100 a 300 L de calda/ha (Jato Dirigido) 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo três aplicações em função da reinfestação da praga 21 dias Aplicar no início da infestação, dirigindo a calda em direção ao tronco e aos ramos primários
Mosca do mediterrâneo
(Ceratitis capitata)
200 mL p.c./100 L 400 a 500 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo três aplicações em função da reinfestação da praga 21 dias Aplicar assim que os frutos começarem a amadurecer
Psilideo
(Diaphorina citri)
100 a 150 mL p.c./100 L 100 a 300 L de calda/ha (Jato Dirigido) 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo duas aplicações em função da reinfestação da praga 21 dias Aplicar no início da infestação
Feijão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Cigarrinha verde
(Empoasca kraemeri)
0,8 L p.c./ha 100 a 400 L de calda/ha - Realizar no máximo duas aplicações em intervalos de 7 dias 25 dias Aplicar o produto preventivamento durante o período vegetativo da cultura
Lagarta das vagens
(Etiella zinckenella)
1,25 L p.c./ha 100 a 400 L de calda/ha - Realizar no máximo duas aplicações por ciclo da cultura em intervalos de 7 dias 25 dias Aplicar o produto na ocorrência da praga
Lagarta das vagens
(Michaelus jebus)
1,25 L p.c./ha 100 a 400 L de calda/ha - Realizar no máximo duas aplicações por ciclo da cultura. O intervalo entre as aplicações será em função da reinfestação 25 dias Aplicar o produto quando do aparecimento da praga
Mosca branca
(Bemisia tabaci)
1 L p.c./ha 100 a 400 L de calda/ha - Realizar no máximo duas aplicações por ciclo da cultura. O intervalo entre as aplicações será em função da reinfestação 25 dias Aplicar no início do aparecimento da praga
Maçã Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Lagarta enroladeira
(Bonagota cranaodes)
100 a 150 mL p.c. / 100 L de calda 100 a 300 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo 3 aplicações em intervalos de 14 a 21 dias 14 dias Aplicar no início da infestação
Milho Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Broca do colo
(Elasmopalpus lignosellus)
1 L p.c./ha 100 a 400 L de calda/ha (Jato Dirigido) - Realizar no máximo duas aplicações em intervalos de 7 a 14 dias 21 dias Aplicar no período após a germinação até uma altura de 35 dias em jato dirigido à base das plantas
Curuquerê dos capinzais
(Mocis latipes)
0,6 L p.c./ha 100 a 400 L de calda/ha - Realizar no máximo duas aplicações por ciclo da cultura. O intervalo entre as aplicações será em função da reinfestação 21 dias Aplicar até 60 a 70 dias após a germinação da cultura
Lagarta do cartucho
(Spodoptera frugiperda)
0,4 a 0,6 L p.c./ha 100 a 400 L de calda/ha - Reaplicar caso necessário. 21 dias Aplicar até 60 a 70 após a germinação da cultura. Usar o bico tipo leque
Lagarta rosca
(Agrotis ipsilon)
1 L p.c./ha 100 a 400 L de calda/ha (Jato Dirigido) - Realizar no máximo duas aplicações em intervalos de 7 a 14 dias 21 dias Aplicar até 30 dias após a germinação da cultura, com jato dirigido à base das plantas
Pastagens Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Cigarrinha das pastagens
(Deois flavopicta)
1 L p.c./ha 100 a 300 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo duas aplicações. O intervalo entre as aplicações será em função da reinfestação 13 dias Aplicar no início da infestação
Soja Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Broca das axilas
(Epinotia aporema)
0,8 L p.c./ha 100 a 400 L de calda/ha - Realizar no máximo duas aplicações por ciclo da cultura em intervalos de 7 a 14 dias 21 dias Aplicar quando forem encontradas 20% de plantas com ponteiros danificados
Lagarta da soja
(Anticarsia gemmatalis)
0,4 L p.c./ha 100 a 400 L de calda/ha - Aplicação única 21 dias Aplicar quando forem encontradas 20 lagartas/metro linear
Percevejo verde
(Nezara viridula)
1,25 L p.c./ha 100 a 400 L de calda/ha - Realizar no máximo duas aplicações 21 dias Realizar o monitoramento, considerando como o nível de dano econômico de 4 percevejos (maiores que 0,5 cm) por batida de pano em lavouras de produção de grãos e 2 percevejos por batida de pano em lavouras de produção de sementes. Quando atingir o nível, realizar o controle, principalmente no período da maturação das vagens à formação fisiológica
Sorgo Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Lagarta do cartucho
(Spodoptera frugiperda)
0,5 a 0,75 L p.c./ha 100 a 300 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo duas aplicações por ciclo da cultura. O intervalo entre as aplicações será em função da reinfestação 21 dias Aplicar até 60 a 70 dias após a germinação. Usar bico leque
Mosca do sorgo
(Contarinia sorghicola)
0,62 L p.c./ha 100 a 300 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo duas aplicações por ciclo da cultura em intervalo de 4 dias 21 dias Aplicar quando 80% da cultura estiver florida
Trigo Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Broca do colo
(Elasmopalpus lignosellus)
1,25 L p.c./ha 100 a 400 L de calda/ha - Realizar no máximo duas aplicações em intervalos de 7 a 14 dias 21 dias Aplicar na fase inicial da cultura
Lagarta do cartucho
(Spodoptera frugiperda)
0,75 L p.c./ha 100 a 400 L de calda/ha - Realizar no máximo duas aplicações por ciclo da cultura. O intervalo entre as aplicações será em função da reinfestação 21 dias Aplicar quando aparecerem os primeiros focos de infestação
Lagarta do trigo
(Pseudaletia sequax)
0,7 a 1 L p.c./ha 100 a 400 L de calda/ha - Realizar no máximo duas aplicações por ciclo da cultura. O intervalo entre as aplicações será em função da reinfestação 21 dias Aplicar quando aparecerem os primeiros focos de infestação
Lagarta rosca
(Agrotis ipsilon)
1,5 L p.c./ha 100 a 400 L de calda/ha - Realizar no máximo duas aplicações em intervalos de 7 a 14 dias 21 dias Aplicar assim que se observarem os primeiros sintomas de infestação
Pulgão das espigas
(Sitobion avenae)
0,4 a 0,5 L p.c./ha 100 a 400 L de calda/ha - Realizar no máximo duas aplicações por ciclo da cultura. O intervalo entre as aplicações será em função da reinfestação 21 dias Aplicar quando forem encontrados mais de 10 pulgões/espiga
Pulgão das folhas
(Rhopalosiphum padi)
0,3 L p.c./ha 100 a 400 L de calda/ha - Realizar no máximo duas aplicações, reaplicando quando necessário 21 dias Aplicar o produto quando 10% das plantas estiverem atacadas com a presença de colônias em formação
Pulgão das folhas
(Metopolophium dirhodum)
0,3 L p.c./ha 100 a 400 L de calda/ha - Reaplicar no máximo duas aplicações em intervalo de 7 a 14 dias 21 dias Aplicar quando 10% das plantas apresentarem colônias em formação
Pulgão verde dos cereais
(Rhopalosiphum graminum)
0,2 a 0,3 L p.c./ha 100 a 400 L de calda/ha - Realizar no máximo duas aplicações. O intervalo entre as aplicações será em função da reinfestação 21 dias. Aplicar quando o nível de pulgões for de até 10/perfilho

EMBALAGEM MATERIAL CAPACIDADE
Frasco Plástico,Polietileno 0,5;1;5;10;15;20;25;50;100;150;200;250;
(COEX/PEAD/PET) 500 e 1.000 L

Bombona Plástico,Polietileno 1;5;10;15;20;25;50;100;150;200;250;500 e
(COEX/PEAD/PET) 1.000 L

Tambor Metálico 100 e 200 L

Saco Metálico,Aço,Plástico 1;5;10;15;20;25;50;100;150;200;250;500;
Polietileno,(COEX/PEAD/PET) e 1.000 L

Saco Plástico COES ou PEAD 0,5;1,0;1,5 e 2 Litros(contendo saquinhos
plásticos de polímero extrusado de 0,05;0,1;
0,15;0,2;0,25;0,5;1;1,5 e 2 Litros

Saco Plástico 1;5;10;15;20;25 e 50 Litros

Contentor Aço com saco plástico interno em 20;25;50;100;150;200;250;500 e 1.000 L
polietileno/ Plástico em polietileno
de alta densidade

Bang-in-box Bolsa plástica de poly-nylon e/ou 1;5;10;15;20;25 e 50 Litros
polietileno,dotada de conjunto tampa
plástica,com selo de alumínio e/ou plástico
e válvula plástica produzida em polietileno
e gargalo roscado em polipropileno

Tanque Farm Pack,Fiber Glass,Carbono 500;1.000;2.000;5.000;7.500;10.000;
ou Aço, Aço inox 12.500;15.000;20.000 e 25.000L

Container Polietileno,Fiber Glass ou Carbono 25;50;100;150;200;250;300;
400;500;1.000;2.000;5.000;
7.500;10.000;12.500;15.000
20.000 e 25.000 L

Isotanque Farm Pack, Fiber Glass,Carbono ou 5.000;10.000;15.000;20.000;
Aço,Aço inox 25.000;30.000;35.000;40.000
45.000 e 50.000 L

MODO DE APLICAÇÃO E EQUIPAMENTOS: Pulverização das partes aéreas das culturas conforme quadro acima.
FORMA DE APLICAÇÃO: Terrestre/aérea
• Cevada, Citros, Maçã, Pastagem e Sorgo. Terrestre
• Algodão, Batata, Café, Feijão, Milho, Soja e Trigo.
O produto deve ser diluído em água e pulverizado através de equipamento manual, motorizado, tratorizado com barras, sendo:
Para as culturas do feijão, milho, soja, trigo, algodão, batata e café:
• Volume de calda: 100 a 400 L/ha.
• Tipo de bico: D2 25 cone vazio ou similar
• Pressão: 80-100 psi
Para a cultura da batata:
• Volume de calda: 800 L/ha.
• Tipo de bico: Cone cheio
• Pressão: 45 Ib/poI²
Para a cultura do café:
• Volume de calda: utilizar alto volume de calda de aproximadamente 1300 L/ha.
Para a cultura de algodão, cevada, citros, maçã, pastagens, sorgo:
• Volume de calda: 100 a 300 L/ha.
• Tipo de bico: JA2 ou similares
• Pressão: 150 a 300 lb/pol²
Obs.: Para lagarta-do-cartucho em milho e sorgo, recomenda-se o uso de bico leque série 80.03 ou 80.04 sobre a linha de cultura, procurando obter gotas de pulverização com tamanho de 100 a 400 micra e densidade mínima de 40gotas/cm2 .
Outros equipamentos sugeridos para aplicação: aeronaves agrícolas equipadas com barra ou "micronair" e através de equipamentos de irrigação tipo pivot central. Para aplicação aérea utilizar equipamento com GPS, não utilizar balizamento com bandeirinhas.
Obs.: o Engenheiro Agrônomo poderá alterar as condições de aplicação desde que não ultrapasse a dose máxima, o numero máximo de aplicações e o intervalo de segurança determinados na bula.
INTERVALO DE SEGURANÇA:
• Feijão: 25 dias
• Milho foliar, Café, Trigo, Batata, Soja, Algodão, Citros, Sorgo: 21 dias
• Cevada, Maçã: 14 dias
• Pastagem: 13 dias
INTERVALO DE REENTRADA DAS PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS: Não entrar na área em que o produto foi aplicado antes da secagem completa da calda (no mínimo 24 horas após a aplicação). Caso necessite entrar antes desse período, utilize os equipamentos de proteção individual (EPIs) recomendados para uso durante a aplicação.
LIMITAÇÕES DE USO:
• Fitotoxicidade: Não é fitotóxico às culturas indicadas, dentro das doses e usos recomendados.
• Compatibilidade: O produto é incompatível com substâncias alcalinas, tais como: calda bordaleza e calda sulfocálcica. Não aplicar com outros agrotóxicos.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

•Incluir outros métodos de controle de pragas (ex. controle cultural, biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de pragas (MIP) quando disponíveis e apropriados.

Qualquer agente de controle de pragas pode ficar menos efetivo ao longo do tempo devido ao desenvolvimento de resistência.
Recomendam-se as seguintes estratégias de manejo de resistência, pode-se prolongar a vida útil dos inseticidas e acaricidas:
• Qualquer produto para controle de pragas da mesma classe ou de mesmo modo de ação não deve ser utilizado em gerações consecutivas da mesma praga;
• Utilizar somente as dosagens recomendadas no rótulo/bula;
• Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para orientação sobre as recomendações locais para o manejo de resistência;

Compatibilidade

Incompatível com produtos alcalinos.